Nirmal Purja começa a sua escalada no Shishapangma

0

Após uma batalha burocrática com o governo chinês para conseguir a autorização para escalar o Shishapangma no Tibet, Nirmal Purja “Nims” e sua equipe finalmente chegaram ao acampamento base da montanha. Eles realizaram a cerimônia de Puja ontem (24/10) e começaram os preparativos para a iniciar a subida nessa sexta-feira.

Cerimônia de Purja para pedir permissão e uma escalada segura aos deuses.

“Hoje, realizamos uma cerimônia de Puja no acampamento base avançado Shishapangma, rezando ao Deus da montanha pela passagem segura”, escreveu Purja em suas redes sociais. Cerca de 10 montanhistas estão no local.

Pedindo bençãos para uma escalada segura.

Equipe de Nirmal Purja na base da montanha

A equipe percorreu cerca de 15 quilômetros para chegar até a base que fica a cerca de 5.600 metros de altitude. O plano agora é subir até o acampamento 1 a 6.200 metros porteando alguns equipamentos e barracas e retornar a base para descansar.

Nessa primeira subida a equipe de Nims deverá passar por uma morena glaciária e enfrentar uma geleira onde a formação de Seracs é favorável. O tempo não está bom e essa montanha não esta equipada nessa temporada, afinal a equipe de Purja é a única na montanha. Por isso o alpinista conhecido por sua agilidade na escalada, decidiu fazer a escalada de forma mais prudente.

A previsão meteorológica aponta ventos fortes na parte alta do Shishapangma, mas há duas possibilidades de janelas boas de tempo. A primeira delas será nesse domingo, o que torna o cronograma da equipe bastante apertado para o ataque ao cume. Após essa oportunidade os ventos voltam e a próxima janela está prevista para o primeiro final de semana de novembro.

Purja e seus parceiros de escalada.

Essa é a última montanha necessária para Purja completar a escalada dos 14 oito mil e seu “Project Possible”. A história da sua origem e a rapidez com que escalou as outras montanhas despertou a curiosidade e carinho de montanhistas do mundo todo formando uma grande torcida. Se Purja e sua equipe chegarem ao topo dessa montanha, ele entrará para a história como o escalador a ter subido mais rápido todas as 14 maiores montanhas do mundo.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário