Resultados da busca: Campos do Jordão (29)

Artigos
Alberto Ortenblad: Forte conexão com a cultura e a natureza, decepcionado com a humanidade
Por

Colunista permanente do “Mountain Voices” – “Informe Brasileiro de Montanhismo e Escalada”, publicado bimestralmente pelo Eliseu Frechou – este discreto e reservado ex-executivo paulista é nada menos que uma das pessoas que, comedidamente, mais pratica e promove o montanhismo tupiniquim. Aos 70 anos, Alberto Ortemblad não perde a veia critica lapidada ao longo de anos dedicados ao esporte, ao mesmo tempo em que ainda mantêm a chama que incentiva o leitor a palmilhar novas veredas de fácil acesso. Sua série de artigos publicados desde 1990, oportunamente chamado de “Belas Pedras”, são importante referência na já escassa bibliografia da atividade “outdoor”, ao lado de outro contemporâneo mais ilustre, Sergio Beck.

Colunistas
A quinta montanha mais alta do Brasil? Onde?
Por

Fazia tempo que eu desejava conhecer esta parte da Mantiqueira que envolve montanhas emblemáticas do montanhismo nacional como por exemplo a Pedra do Baú. Foi de sexta-feira dia 07DEZ2012 e sábado dia 08DEZ2012 que fui a Campos do Jordão passar uma noite no famoso Pico do Itapeva, montanha que se encontra diferentes referências incorretas no google em só dois minutos de pesquisa.

Aventuras
Pelo Pedrão do Gomeral
Por

Gomeral é um bairro rural de Guaratinguetá (SP) situado em torno dos 1.200 m de altitude numa encosta privilegiada da Mantiqueira, cujos paredões se debruçam verticalmente ao Vale do Paraíba próximos à divisa com Campos do Jordão. O simpático local é recheado de trilhas q levam a locais interessantes, com destaque pra Pedrão, q além de ser o pto culminante é tb cartão-postal do vilarejo. No entanto, achar infos de sua vereda (seja na net ou no local) termina sempre convergindo pra conhecida conversa da “contratação-do-guia-local-pra-não-se-perder“. Como a idéia é não fazer qq passeio de “mão dada“, metemos às caras por conta pra realizar uma travessia em formato de “ferradura“ no local. Assim, subimos ao alto dos 1789m da Pedrão pela sua picada “normal“ pra retornar por sua variante noroeste, resultando num agradável circuito montanheiro com pernoite selvagem ideal prum fds de bom tempo. E sem necessidade de guias, claro.

Aventuras
Circuito pela Pedra do Baú
Por

Decididamente este é o ano das &ldquo,desforras&ldquo,, de &ldquo,passar a limpo&ldquo, e de &ldquo,terminar serviços&ldquo,. Minha última (e única) incursão ao &ldquo,Complexo do Baú&ldquo, – tradicional conjunto rochoso localizado em São Bento do Sapucaí – fora uma travessia perpendicular à pedra principal realizada anos atrás às pressas, q apesar de ser um circuito intenso, interessante e com pernoite em cume deixara de lado a Ana Chata e Bauzinho, locais q sempre aguardei nova chance de conhecer com mais calma. Mas eis q de ultima hora surge a oportunidade de realizar num agradável fds a mais tranqüila e tradicional pernada da região, q inclui tds as imponentes pedras do complexo e nos brinda com o q a região serrana na divisa e São Paulo e Minas tem de melhor, neste local q tb é a Meca dos escaladores do pais.

Colunistas
Razões para a conservação da Serra dos Cocais
Por

A Serra dos Cocais, no interior do São Paulo, é onde ficam os famosos boulders de Valinhos. Muito mais do que só as aspirações esportivas dos escaladores, o local é um importante fragmento de natureza encravado no meio da região metropolitana de Campinas. Apesar da grande beleza cênica e ecológica, ela está sendo ameaçada. Há um projeto de lei esperando ser votado na Assembléia legislativa que a transformará numa APA (Área de Proteção Ambiental). Enquanto a proteção por forma lei não chega, venho aqui contribuir com razões científicas para que este importante local seja preservado. Está na hora de conscientizar os frequentadores da Serra de sua importância e seu significado ecológico.

1 2 3