Pedra do Baú e outros parques voltam a fechar em SP

0

O complexo turístico formado pelo Monumento Natural Pedra do Baú, que abriga as famosas montanhas Pedra do Baú, Bauzinho e Ana Chata na divisa de São Bento do Sapucaí com Campos do Jordão, em São Paulo voltou a fechar no último dia 25/01. A interrupção das visitas ocorreram para tentar diminuir o contágio por Coronavírus na região.

De acordo com o comunicado do Mona Pedra do Baú, o local permanecerá fechado até dia 08/02, após essa data será analisado se ele reabre ou continua fechado. Esta é a segunda vez que o local é fechado devido a pandemia.

Além, do complexo da Pedra do Baú, todos os outros parques estaduais ficarão fechados durante os finais de semana de 30 a 31/01 e 06 a 07/02. As visitas em dias uteis dependerão da classificação de cada região. Em locais com bandeira vermelha, as visitações serão suspensas e em regiões com bandeira laranja, os parques atenderão apenas 40% de sua capacidade.  A lista completa dos locais fechados pode ser vista aqui.

Alguns setores de escalada como a Pedra da Divisa, também em São Paulo, e Falésia dos Olhos, em Minas Gerais, também ficarão fechadas para as visitas e prática esportiva até que os casos de covid-19 diminuam na região.  Segundo publicação no Instagram, os próprios moradores dessa região pediram que os locais fossem fechados para diminuir o contágio.

Baúzão vista desde a base. Foto: Gustavo Procat

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário