Brasileiro falece ao escalar o Huayna Potosí

0

Um homem de origem brasileira foi encontrado morto no Huayna Potosí na Bolívia nesse domingo. As equipes de resgate acreditam que ele tenha sofrido uma complicação causada pela altitude ao tentar escalar essa montanha. O homem, que não teve a identidade divulgada, residia em Santa Cruz de La Sierra e trabalhava no setor industrial.

Trabalho da equipe de resgate no glaciar.

A equipe de resgate formada por membros dos Bombeiros da Polícia Boliviana (BERSA) e do grupo de Socorro Andino Boliviano (AGMTB) iniciou a remoção ainda no domingo à noite. Entretanto, somente ontem pela manhã conseguiram retornar o homem para La Paz.

O brasileiro foi encontrado no Campo Alto a 5330 metros e para movê-lo a equipe de resgate precisou cruzar cerca de 300 metros de neve sobre um glaciar. Contudo, após esse trecho foram organizadas algumas manobras de descida.

O Huayna Potosí é uma montanha muito procurada por montanhistas que desejam iniciar a prática do montanhismo de altitude. Porém, além das dificuldades causadas pelo ar rarefeito em altitude, ela também apresenta exigências técnicas.  Sendo assim, é importante aclimatar bem, estar em boas condições de saúde e contar com alguém experiente ao escalar essa montanha.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário