Campeonato Brasileiro Juvenil de Boulder encerra as competições de 2020

0

O ano de 2020 foi atípico para a escalada esportiva também com a diminuição das competições de escalada. Todavia, o ano chega ao fim com o Campeonato Brasileiro Juvenil de Boulder, a última competição de escalada no Brasil em 2020.

Atletas reunidos durante o campeonato – Foto: Carol Coelho.

Assim, as provas foram realizadas no ginásio Evolução Escalada Indoor do Rio de Janeiro no último dia 05/12 e reuniu atletas da escalada de diversos estados brasileiros. As competições foram divididas em quatro categorias separadas em Masculino e Feminino: Juvenil C (Atletas entre 12 e 13 anos), Juvenil B (Atletas entre 14 e 15 anos), Juvenil A (Atletas entre 16 e 17 anos) e Júnior (Atletas entre 18 e 19 anos);

A Associação Brasileira de Escalada Esportiva,  organizadora do evento, agradeceu e parabenizou os atletas participantes. “Temporada encerrada com sucesso! O Brasileiro de Boulder Juvenil fechou um ano de desafios e a determinação e a garra dos nossos jovens atletas nesta competição representou muito bem o espírito de superação de toda equipe ABEE e atletas em 2020”, publicou em seu perfil do Instagram.

Confira a classificação dos primeiros colocado:

Categoria Júnior

Masculino

Feminino

1º lugar Rodrigo Alves Clara Viegas
2º lugar Rodrigo Iasi Hanada Julia Brandão
3º lugar Samuel Silva Serena Pirineus

 

Categoria Juvenil A

  Masculino

Feminino

1º lugar Pedro Henrique Namba Iasmim de Queiroz Freitas
2º lugar Mateus Bellotto Luisa Negrão
3º lugar Thiago Vaz Luiza Lopes de Castro

 

Categoria Juvenil B

Masculino

Feminino

1º lugar João Felipe Barbosa Mariana Hanggi

 

2º lugar Felipe Ferreira Pinto Amanda Criscuoli

 

3º lugar Antônio Stein Cicarini Neto Ana Júlia Barbosa

 

 

Categoria Juvenil C

 

Feminino

1º lugar

Laura Timo

2º lugar

Yasmin de Sousa Miranda

 

Veja o resultado completo aqui.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário