Lady Gaga escaladora?

0

No último domingo, 04/10, a superstar pop norte americana ganhou as mídias ao postar uma foto escalado uma Via Ferrata nos Estados Unidos. Com 34 anos, Lady Gaga leva uma vida agitada com seus compromisso, mas aparentemente também decidiu fazer uma pausa e curtir a montanha. O local da escalada não foi revelado.

Foto que Lady Gaga postou de sua escalada.

Nos últimos meses, cada vez mais pessoas, anônimas ou nem tanto, estão buscando atividades ao ar livre e ligadas a montanha. Um exemplo visto aqui no Brasil foi a superlotação das trilhas e montanhas, quando esses locais começaram a reabrir após a pandemia. Nesse período uma espécie de fenômeno social aconteceu, com muitas pessoas que nunca praticaram esse tipo de atividade procurando se aventurar na natureza. Todavia, isso pode trazer riscos se a pessoa não tiver preparo, conhecimento ou os equipamentos adequados.

Gaga estava com equipamentos de segurança, como cadeirinha e capacete, e aparentemente estava acompanhada de um guia. Ela também possui uma boa resistência física apesar de seus problemas de saúde como a fibromialgia. Para manter sua forma e ter energia para suas performances e shows, ela pratica exercícios cardiovasculares, ioga e pilates. Quem sabe agora não se rende ao mundo do montanhismo também?

Entretanto, além dos elogios pela coragem, Gaga também recebeu criticas de seus fãs brasileiros. Eles lembraram do episódio em que ela sofreu uma lesão no quadril e precisou cancelar seus shows aqui no Brasil e questionaram se praticando a escalada ela não teria problemas novamente.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário