Maria Cristina Hartmann, grande montanhista e ciclista falece aos 65 anos

5

A montanhista e ciclista Maria Cristina Hartmann faleceu nessa manhã, 04/01, em Campina Grande do Sul, na Região metropolitana de Curitiba, no hospital onde estava internada por conta de uma pneumonia bacteriana. Chica como era chamada carinhosamente por seus amigos e conhecidos estava com 65 anos. Ela deixa um legado como amante da natureza e de aventuras e a marca de equipamentos especializada em cicloturismo, moto e montanha, a Alpamayo.

Maria Cristina Hartmann, a Chica, desbravando o mundo com sua companheira de duas rodas.

Chica era formada em Ciências Biológicas e apaixonada pelas montanhas e pela natureza. Todavia, ela dedicou boa parte de sua vida a outra paixão, o pedal. Ela começou suas aventuras de bike em 1999 e percorreu grande parte do Brasil, América Latina, bem como a Alemanha, Inglaterra, Espanha e EUA. Ao longo de sua vida foram quase 30 viagens descobrindo o mundo de bicicleta. Assim, a sua experiência em campo a levou a desenvolver produtos para os viajantes e montanhistas que são reconhecidos pela qualidade excelente.

A cicloturista e montanhista também era uma grande defensora dos animais e do meio ambiente sempre apoiando causas de proteção ambiental. Amigos e parceiros de suas pedaladas a homenagearam em suas redes sociais. Ela será velada em Curitiba na tarde de hoje, onde familiares e amigos próximos poderão se despedir dela.

Informações sobre o velório:

Horário: Das 13 às 17 horas.

Local: Capela 2 do Cemitério Jardim da Saudade

Endereço: Avenida Maringá, 3300 – Conjunto Residencial Inocoop, Curitiba

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

5 Comentários

  1. Getulio Rainer Vogetta
    Getulio Rainer Vogetta em

    Grande Mulher, profissional competente e, sobretudo, uma pessoa incrível! Resolveu pedalar nas alturas agora. Deixa saudades já, com o consolo aos amigos de que viveu a vida da melhor forma e em sua plenitude!

  2. Avatar
    Sidnei Rogério dos Santos em

    Se alguem viveu tudo oqe qeria, foi ela!… Fica nosso lamento… mas… o legado e palpavel sim… Valeu Chica…

Deixe seu comentário