Montanhista morre após queda no Cerro Negro

0

O montanhista Mariano Sarasua, natural da Argentina, faleceu após sofrer uma grave queda no Cerro Negro, cidade de Potrerillos, em Mendoza. De acordo com seu parceiro de escalada, ele pisou em falso, escorregou e caiu cerca de 600 metros em uma canaleta.

Mariano Sarasua era um praticante experiente de montanhismo.

O acidente aconteceu na quinta-feira, 06/08, por volta das 14 horas quando os dois escalavam essa montanha. Todavia, o resgate do corpo só começou na sexta-feita pela manhã. O 11º Ministério Público da 11ª Delegacia de Polícia será responsável pela investigação do caso.

Sarasua tinha 31 anos, morava em Mendoza  e estava estudando para se tornar guia de montanha. Ele era um montanhista experiente e foi responsável pela abertura de uma nova rota no vulcão Domuyo, em abril do ano passado.

Ele levou cerca de dois anos planejando, estudando e observando essa montanha até conseguir vencê-la. A expedição de conquista da nova rota durou quatro dias.

O Cerro Negro é uma montanha na região famosa região de Mendoza e fica localizado atrás do Cerro Plata. Ele possui 2.154 metros de altitude. Entretanto, é possível chegar ao seu cume apenas com um trekking de bate e volta.

O Cerro Negro fica bem próximo ao Cerro Plata, um campo escola de montanhismo de altitude.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário