Nirmal Purja sofre acidente em voo de Parapente

0

O montanhista e recordista das montanhas de oito mil metros, Nirmal Purja “Nims” , sofreu um acidente enquanto tentava decolar de Parapente do Acampamento Base do Manaslu nessa segunda-feira, 19/09. Felizmente Nims sofreu apenas ferimentos leves e passa bem.

Nirmal Purja e seu parapente

De acordo com testemunhas ele bateu em uma pedra durante a decolagem. Assim ele foi evacuado de helicóptero para o hospital Hospital HAMS em Kathmandu. O hospital declarou que ele sofreu ferimentos leves nas costas e que deve ficar em repouso por alguns dias. No entanto o escalador diz que se sente bem que pretende voltar ao Acampamento Base da montanha amanhã pela manhã.

Nirmal Purja e o parapente

O exímio montanhista ganhou reconhecimento na comunidade de montanhismo internacional após escalar as 14 montanhas de oito mil metros em tempo recorde e por seguir conseguindo outros grandes feitos como a primeira escalada invernal do K2.

E foi também próximo a temida montanha da morte, o K2, que Nirmal possivelmente passou a se interessar pelo Parapente. Durante uma expedição em 2019, Nims presenciou o voo do montanhista austríaco Max Berger que decolou do ombro do Broad Peak a 8 mil metros e chegou ao Acampamento Base em apenas 17 minutos. Um sonho para qualquer alpinista exausto após ter escalado uma montanha de oito mil metros e com a consciência de que esta apenas na metade do caminho, afinal faltava a descida.

Em 2020, Purja fez um curso de vôo rápido em Chamonix, nos Alpes Franceses. Em resumo, os pilotos de parapentes tentam prolongar o voo o máximo possível, enquanto os velocistas se concentram em descidas rápidas de montanhas, e acredita-se que essa era a meta de Nirmal.

Desde então, quase todas as expedições de Nirmal Purja possuem permissão para voo de parapente para o escalador. Inclusive na expedição invernal do K2, seu último grande feito. No entanto, até o momento ele não realizou nenhum salto acima da barreira dos oito mil.

Nessa temporada, a empresa de Nirmal Purja, a Elite Expedition Pvt Ltd conta com uma autorização do Ministério da Cultura, Turismo e Aviação Civil para realizar um estudo de viabilidade de parapente no pico de 8.163 metros. Ou seja, ainda é possível que Nims faça sua primeira decolagem de um oito mil metros nos próximos dias.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário