Resultados da busca: Pico da Neblina (146)

Aventuras
A lenda do Poço das Moças biritibano
Por

Basta alguém soprar alguma dica ou variante de pernada q lá vamos nós, firmes e fortes, atrás dela. Foi o q encaramos neste último domingo de nebulosidade clara, quente e abafada. No caso, o objetivo era um tal “Poço das Moças”, q o Ricardo ouvira susurrar dum velho morador do sertão de Biritiba-Mirim. Segundo ele, o lugar consistia num enorme piscinão natural onde antigamente as mulheres se banhavam e, não raramente, se afogavam. E com posse apenas dessa info verbal, incerta e imprecisa, fomos atrás do tal poço, sem garantia alguma de fato de chegar nele. Claro q isso td foi desculpa pra gente apenas cair no mato e se refrescar nas Cachus Furada e Light, situadas na região, totalizando um circuito puxado de quase 20km.

Notícias
Foco de incêndio no Pico Paraná – veja fotos
Por

O incêndio de pequenas proporções que foi registrado no cume do Pico do Paraná, durante à tarde da última sexta-feira, dissipou-se na madrugada deste sábado (3). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo não se alastrou principalmente por conta da baixa temperatura e das características da região.

Aventuras
Pico Agudo de Sapopema e Serra Grande de Ortigueira
Por

Todos os montanhistas e trekkers que conheço costumam manter um “caderninho” onde registram sua “lista de desejos” ou “afazeres”, aquelas aventuras que povoam seus imaginários aventureiros e desejam fortemente realizar algum dia na vida. Esse caderninho tem o condão, geralmente, de ser o fio condutor que leva à transformação destes sonhos em projetos e depois fazem destes projetos realidade. Por isso, além do próprio sonho costumam registrar outras informações relativas a eles, como dados de acesso e localização, dicas e quaisquer outras informações julgadas importantes. Não raro, mapas e até fotos são anexadas no tal caderninho, que hoje, obviamente com o avanço da informática, toma muitas vezes a forma de um arquivo eletrônico.

Aventuras
Ao sul da Serra do Garrafãozinho
Por

A Serra do Garrafãozinho corresponde àquela respeitável elevação serrana q separa o Vale do Rio Biritiba-Mirim, próximo do km 77 da Mogi-Bertioga, da beirada do planalto onde se insere a propriedade da antiga Fazenda Simão. Rasgada ao meio por uma inconfundível vereda principal sentido sudoeste e pto de partida de várias aventuras pelos refrescantes remansos do Córrego do Simão (Poço e Lago), esta picada detém ramificações q se espalham em tds os sentidos, cujos destinos somente posso especular. Como já a algum tempo desejava fuçar uma de suas principais variantes, aproveitamos este ultimo domingo de relativo “tempo bom” pra meter as caras numa breve exploração pela encosta sul da Serra do Garrafãozinho. E pra coroar o passeio de forma gloriosa emendamos à empreitada uma visitinha à cachu e Represa do Rio Itatinga.

Aventuras
Travessia Norte do Alto da Bocaina
Por

Vales profundos e verdes encostas de pasto ralo são o cenário recorrente dos Altos da Bocaina. Longe da “Trilha do Ouro” e a oeste dos portões do famoso Pq Nac. Serra da Bocaina, esta vasta região é praticamente desconhecida da maioria, mas detentora de estupendos roteiros de pernadas q cortam o alto da serra em tds as direções.

Colunistas
Travessia pelos campos da Serra Geral
Por

Quem me falou pela primeira vez das belezas pitorescas dos Campos dos Padres, localizado nos platôs da Serra Geral catarinense foi meu amigo Mario Gasparetti, com quem estive caminhando, junto com a Camila, no Reveillon de 2010/2011 no Monte Roraima e outras tantas pernadas pelo Sul e Sudeste. Desde aquela época, o Mario vinha tentando combinar uma investida por aqueles campos, mas nunca dava certo. Neste último feriado, meu plano era ficar em Curitiba e coletar rochas para minha pesquisa no Pico Paraná. Com uma previsão não muito favorável mudei de plano e eu, a Camila, junto com o Mario e a Andressa resolvemos, na última hora ir para Santa Catarina fazer esta prometida travessia.

Colunistas
A Travessia da Farinha Seca – 3
Por

A primavera trouxe muita chuva e janelas de bom tempo se tornaram raras. Em pleno verão as chuvas ainda vinham a reboque nas frentes frias do sul, com muito frio e alta umidade perdurando por semanas inteiras. O clima era de outono e depois de muitos alarmes falsos só na primeira semana de novembro tornou-se possível explorar uma janela com dois dias de tempo estável para enfim mergulhar nesta travessia da forma como fora planejada.

1 3 4 5 6 7 15