Psicoblocs e Hard Grits

0

Os escaladores Felipe Dallorto e Flávia dos Anjos estiveram recentemente na Europa onde conquistaram novos psicoblocs na ilha de Mallorca (Espanha). Além de provarem os mais clássicos psicoblocs do mundo, o casal ainda provou os hard grits da Inglaterra.

Veja o relato dos escaladores:

:: Psicoblocs em Mallorca

:: Hard Grits na Inglaterra

A convite dos irmãos Pou, que estiveram no começo do ano no Brasil, Felipe Dallorto e Flávia dos Anjos puderam experimentar dois estilos extremos de escalada em suas respectivas mecas na Europa: O psicobloc de Mallorca (Espanha) e as vias expostas e sem proteções fixas no GritStone da Inglaterra.

Além de poder repetir vias de compromisso e escalar ao lado de grandes nomes da escalada, como Eneko Pou e Chris Sharma, Felipe, Flávia e também Lucas Marques, o Jah, puderam trabalhar em novos projetos, num setor de psicobloc que ainda não consta nos croquis da ilha mediterrânea.
O psicobloc, ou deep water soloing, é um estilo de escalada que se desenvolve em falésias cercadas por água. Se o escalador cair, ele não terá a queda segura por corda. Ao contrário, ele terá que saber cair e aterrissar na água.

Após duas semanas nas falésias de calcário, Felipe e Flávia mudaram de paisagem e provaram o Hard Grit no local onde surgiu este conceito, na Inglaterra.

Hard Grit é a maneira como escaladores nomeiam vias de escalada de grande dificuldade técnica sem proteções fixas e com poucas possibilidades de proteção móvel. Este nome veio das escaladas que se desenvolvem no GritStone, uma rocha sedimentar que  existe na Inglaterra, apresentando quase nenhuma agarra, muita aderência, abaolados e fendas. O Hard Grit é uma mistura da dificuldade da escalada esportiva com o comprometimento e as técnicas (proteção móvel) da escalada tradicional.

Apesar de estar no local onde este estilo, hoje difundido no mundo (inclusive no Brasil), surgiu e se desenvolveu, o casal quase se arrependeu por conta do mal tempo que atrapalhou as escaladas nos primeiros três dias na Ilha britânica. “Nesse dia, lembramos de todos que nos aconselharam, estávamos certos que eles estavam certos, não tinha jeito, o lugar era horrível e era melhor voltar pro Brasil.” Afirmou Dallorto, desanimado pelo mau tempo típico da Inglaterra.

O mau tempo do começo deu lugar à um céu de brigadeiro mais tarde e rendeu muitas escaladas. “Ao longo de nossa estadia fomos fluindo nas vias, quem viu o famoso filme hard grit crê que o lugar só tem vias difíceis e expostas, mas não é verdade, os picos têm uma variedade de vias de dar inveja no próprio Rio de Janeiro. “ Disse Felipe sobre sua experiência inglesa.

Felipe Dallorto e Flávia se dizem realizados pela experiência na Europa. O casal já disponibilizou um teaser sobre esta viagem. Um vídeo completo vem logo mais contando melhor o que foi escalar nestas duas ilhas européias tão distintas e que são berço de estilos de escalada tão comentados, mas escalado por poucos!

Veja o relato dos escaladores:

:: Psicoblocs em Mallorca

:: Hard Grits na Inglaterra

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário