Roteiros de Verão! 3 cachoeiras de fácil acesso perto de Curitiba 

0

Já vou deixar de largada, os equipamentos indicados por nós da loja Altamontanha.com para não passar perrengue nessas aventuras e curtir as cachoeiras com segurança. Mochila de ataque de 25 a 35 litros, saco estanque, lanterna de cabeça, anorak, óculos escuros, bota ou tênis de trekking, Legging, bermuda, calça e camiseta para trekking de secagem rápida. Um luxo a mais, o tênis aquatek ou papetes para usar na cachoeira para não machucar os pés nas pedras. 

Dois litros de água potável, repelente para insetos, protetor solar, cobertor de emergência e apito, lanche para trilha.  

Três cachoeiras de fácil acesso perto de Curitiba 

Salto Parati 

Salto Parati – Foto Dennis Julian / Quintal de Casa

Localizado no município de Guaratuba dentro do Parque Nacional de Saint-Hilare/Lange a aproximadamente 110 km de Curitiba. Seu acesso pode ser de barco ou a pé através da PR 508. 

Uma maneira prática e segura, sem se preocupar com transporte, é fechar o roteiro com nosso parceiro, Quintal de Casa. Se quer mais adrenalina, consulte a opção de chegar ao saldo de caiaque. 

De barco: partindo da comunidade do Cabaraquara ou do Terminal Turístico Pesqueiro, ou do porto próximo ao centro de Guaratuba. O trajeto de barco leva cerca de 30 minutos até o porto do Parati, de onde seguirá durante uns 15 minutos pela trilha, que está sinalizada, até a comunidade do Parati.

Lá é possível encontrar uma lanchonete. Peça indicação aos moradores do início da trilha para a cachoeira. Até o salto são mais 40 minutos em meio a mata, em torno de dois quilômetros, com terreno liso, galhos e algumas subidas. A trilha é aberta, mas não está bem sinalizada. 

Curiosidade: existe um sambaqui preservado, localizado à margem do rio Parati e da trilha, próximo a comunidade .

De carro e a pé:  

Se colocar no google maps Salto Parati, te levará ao acesso da estrada de chão, a passagem de carro a comunidade do Parati está fechada, então o carro fica abandonado na beira da estrada, logo quando sai do asfalto na Rodovia Alexandra X Matinhos, siga pelo “Caminho Novo do Cambará”, conhecido também como “Estrada do Parati”, que liga a rodovia PR 508 à comunidade do Parati em um percurso de aproximadamente sete quilômetros. A caminhada é de nível médio, e não tem sinalização.

Cercada por vegetação nativa de águas limpas e cristalinas, o banho é gelado e revigorante, suas águas possuem alguns lugares que não dão pé. 

Informações retiradas do site: https://parnasainthilairelange.wordpress.com/salto-parati/ 

 Salto Tombo D´água   

Cachoeira Tomo D’água – Foto Andressa Zanlorenzi.

 Salto Tombo D´água – 50 Km de Curitiba – 30 minutos de trilha leve – O acesso não é cobrado e o local pertence ao Ecôa Park. 

Coloque no google maps Salto Tombo D´água e ele vai te levar a uma lanchonete com esse nome, a lanchonete está à esquerda, descendo a estrada da Graciosa, antes da curva conhecida como poço preto, na Serra da Graciosa. Fica a aproximados 50 km de Curitiba, cerca de uma hora e meia de carro.

Pode pedir para estacionar na lanchonete, que tem churrasqueiras e uma ótima estrutura de lanches, porém eles cobram uma taxa pelo estacionamento.   

Atravesse o rio São João, bem na linha da lanchonete de mesmo nome, a trilha estará a sua direita, siga até encontrar algumas ruínas, então pegue a bifurcação a esquerda, irá atravessar um riozinho e seguir mais alguns minutos, até o encontro com mais um pequeno rio, atravesse e continue seguindo pela trilha.   

Chegamos, é uma linda queda com piscina natural de água gelada, para lavar a alma, o poço não dá pé. Cuidados com Cabeça D´água, se o rio São João estiver acima dos joelhos não tente a travessia. 

 O Salto do Rio Sagrado – 70 km de Curitiba 

Salto do Rio Sagrado – Foto: Dennis Julian/Quintal de Casa Ecoturismo

Está localizado em Morretes, cerca de 70 km do centro de Curitiba. 

Trata-se de uma cachoeira com 30 metros de altura, onde a água cristalina despenca em um poço natural. O local conta com estrutura básica, todavia é cobrada a taxa de R$10 por pessoa.  

O acesso se faz pela BR277, um quilômetro depois da última curva da serra (para quem desce), entrar a direita no Supermercado Rio Sagrado e seguir pela estrada por cerca de 6km.  Se for sem guias, baixe as trilhas no celular em softwares como o MAPS.ME ou o FATMAP. 

Imprima seu checklist 

Mochila 26 Litros ou 32 litros

Saco de estanque

Lanterna de Cabeça

Jaqueta Corta Vento ou Jaqueta anorak

Bota de trilha ou Tênis impermeável

Calça confortável

Camiseta com secagem rápida

Camiseta Conquista Dry Cool Masculina Manga Curta (lojaam.com.br) 

 

Compartilhar

Sobre o autor

Formada em análise de sistema, tem o montanhismo como paixão desde 2004 Atenta ao futuro do esporte, foi Secretária da Confederação Brasileira de Montanhismo e Presidente da Federação Brasileira de Montanhismo e atualmente é sócia do Clube Paranaense de Motanhismo. Já esteve em várias montanhas nos Andes como: Illimani, Huayna Potosi, Parinacota, Cerro Plata. Já atuou como guia de montanhismo para agências renomadas no Brasil.

Deixe seu comentário