Escadarias do Pico Paraná são retiradas da montanha - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Polêmica!

Escadarias do Pico Paraná são retiradas da montanha

Boatos ainda não totalmente confirmados dão conta de que algumas pessoas retiraram as escadarias que facilitavam a caminhada ao topo do Pico Paraná, montanha mais alta do sul do Brasil e um dos mais disputados destinos dos aventureiros da região.

Fonte:

Conforme alguns boatos, algumas pessoas estiveram na região do Pico Paraná durante a última semana e retiraram as escadarias que facilitavam o acesso àquela montanha.

Apesar das informações ainda estarem um pouco desconexas, sabe-se que ao menos 25 degraus das escadarias foram retirados. Alguns montanhistas que estiveram na região durante o último final de semana informaram que alguns degraus foram mantidos e, ao que parece, sobreviveram à retirada por estarem em pontos onde poderia ser possível abrir uma nova rota, o que causaria degradação ambiental na montanha.

O ato está provocando um grande debate entre os freqüentadores da montanha. Alguns defendem a atitude, outros, contudo, não concordam com a retirada das escadarias.

Segundo o texto enviado pelo montanhista Gustavo Godoi ao Orkut, que não concorda com a retirada, “é uma segurança para os freqüentadores e para a própria montanha, já que sem as escadas algumas pessoas vão começar abrir trilhas secundarias e a destruição da montanha vai aumentar. Infelizmente essa pessoa (que retirou os degraus) acabou com nosso passeio, mas pode acabar com alguma vida já que sem as escadas ficou muito perigoso.”

Já o montanhista Elcio Ferreira concordou com a retirada: “Em 92 a única ajuda que tinha era aquela corrente pouco depois do falso cume, e mais nada. E cansei de ver pessoas idosas e crianças por lá.” E complementa: "Você tem que se adequar a montanha, e não a montanha a você!"

O site AltaMontanha.com entrou em contato com o Dilson, proprietário da Fazenda Pico Paraná, que dá acesso àquela montanha. Este informou que, ao que parece, alguns degraus foram mesmo serrados, mas que a maior parte dos montanhistas que estiveram no domingo por lá, incluindo 2 crianças, conseguiram chegar ao topo da montanha sem muitos problemas.

Segundo ele, “o pessoal que tem mais experiência chega mesmo, e alguns nem reparam que não existe mais as escadarias. Mas outros, que não estão acostumados com o montanhismo, sentem mais dificuldades. Tem 4 pessoas que no domingo, inclusive, queriam que eu devolvesse o dinheiro do estacionamento porque não conseguiram passar os lances que não tinham as escadarias. Esse povo é mal acostumado. O Caratuva (outra montanha da região) estava ali bem fácil e é só caminhada. Mas você acha que eles querem subir o segundo mais alto?”

Alguns depoimentos mais moderados, como o do Mikael Arnemann, se encaixam melhor à nova realidade da montanha: “Não consigo imaginar subir o Pico Paraná sem ajuda dos degraus... se isso for mesmo verdade, eu, assim como muitos outros montanhistas, teremos que nos adaptar a essa nova realidade. O jeito é voltar pro curso de escalada... Mas uma coisa é certa: se da próxima vez em que eu for, conseguir chegar ao cume, darei muito mais valor à "escalada" dessa montanha do que das vezes anteriores, pois agora o esforço será muito maior!!!”

O site AltaMontanha.com, apesar de não concordar com a colocação de escadarias e degraus em montanhas, também não concorda com a sua retirada sem o aval dos Clubes de montanhismo da região. Acreditamos sempre que atos democráticos são muito mais legítimos que atos isolados.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade