Cerro Plata, um campo escola para o montanhismo de altitude.

0

Além de ser uma montanha clássica dos Andes, o Cerro Plata é uma boa opção para começar o montanhismo de altitude. Para escalar ela se usa uma logística semelhante a das grandes montanhas, por isso ela é considerada um campo escola.

Cerro Plata

Localizada próximo a Mendoza, na Argentina, essa é uma das montanhas mais belas e o ponto mais alto do Cordón del Plata. Desde o seu cume é possível observar a face sul do Aconcágua, o vulcão Tupungato e uma infinidade de outras montanhas da região.

Com seus 5.950 metros de altitude o Cerro Plata é considerado uma alta montanha de nível médio. Apesar de não ter trechos técnicos é necessário ter um bom condicionamento físico, resistência e se aclimatar bem para chegar até o topo.

Vista do Cordón del Plata.

Mas o que a torna um excelente campo escola é a forma de aproximação, na qual é possível fazer a aclimatação com a técnica de carregar alto e dormir baixo. Esse método também é utilizado no Aconcágua e nas grandes montanhas do Himalaia.

Durante esse processo, cada montanhista sobe até um campo alto carregando equipamentos e retorna para dormir em um campo anterior. Assim, as equipes vão ganhando altitude gradualmente e se acostumando com os efeitos. Para vencer os quase 3.500 metros de altimetria acumulada e seus 25 quilômetros de trilha dessa montanha são necessários em média sete dias.

Um dos acampamentos na montanha.

Além de testar o seu corpo em altitude, os vários dias escalando e aclimatando no Cerro Plata farão o montanhista ter uma vivência intensa com a altitude. Ele terá que dormir em barracas e fazer todas as atividades do seu dia a dia, como cozinhar, comer e fazer suas necessidades fisiológicas e higiene pessoal.

Cozinhando e lavando a louça na montanha.

Tempo começando a fechar no acampamento alto.

O Cerro Plata também é uma montanha onde o clima pode variar bastante e é comum ter bastante vento e raios e dependendo da época, neve. Lidar com dias sem o céu azul e o sol brilhando também é um excelente treino para quem deseja enfrentar montanhas maiores.

 

A experiência é fundamental para aumentar as chances de cume em alta montanha. E começar por montanhas menores é a melhor opção, pois nenhum exercício em academia ou na cidade é capaz de substituir essa experiência.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário