Circuito Huayhuash: Passo Cacanapunta e a vista da laguna Carhuacocha

1

Relato por: Renan Schuller e Vanessa Laura Franz

Confira o post anterior sobre esta aventura, clicando aqui!

Domingo, 12 de agosto de 2018.

Cuartelhuain 4100 m. -> Paso Cacananpunta 4700 m. -> Punta Carhuac 4650 m. -> Camp Laguna Carhuacocha 4100m.

16km, em torno 7 a 8 horas de caminhada

Ás 5 da madrugada fazia frio e ventava, fomos acordados pelo guia com o tradicional mate de coca matinal, que além de hidratar te ajuda com os efeitos da altitude.

Logo após guardarmos os equipamentos, os guias já estavam nos esperando com o “desayuno” (café da manhã) servido.

Saímos do acampamento às 6 am. Começamos a caminhada adentrando rumo ao passo da montanha. A inclinação se tornou mais intensa até que após 4km e 600m de subida, alcançamos o primeiro ponto alto do dia, o passo Cacananpunta (4690m).

Estávamos ofegantes, mas felizes de nosso bom desempenho. Todos os integrantes do grupo tinham uma boa resistência. Percebemos que nossa aclimatação estava ótima e já estávamos caminhando quase sem sentir os efeitos de altitude.

O guia Pancho na frente, muito experiente, fazia o ritmo certo para caminhada.

O vento se fez presente e o céu estava incrivelmente azul. Descemos pelo outro lado do passo e continuamos pelo vale plano. Caminhar por aqueles descampados nos trouxe memórias do “Campo dos Padres“.

E durante o caminho, compartilhamos nossas aventuras na serra catarinense com os novos amigos e seguimos em direção ao acampamento Janca (4240m).


Continuamos por um suave aclive ao sul de Janca e alcançamos a passagem de Carhuac (4.640m) de onde se inicia um leve e longo declive até a Laguna Carhuacocha.


Descemos até chegar na melhor vista para a Laguna Carhuacocha e já estávamos quase no acampamento mais belo do circuito.


Como pano de fundo da Laguna Carhuacocha, estão os imponentes nevados Carnicero (5.960m), Siula Grande (6.344m) e Jirishanca (6.124m).

Essas montanhas são consideradas , as mais difíceis de se conquistar nos andes. Há também outros nevados menores como o Siula Chico e Jirishanca Chico. No final da tarde, podíamos ouvir diversas vezes os estrondo vindo das montanhas, provenientes de avalanches.


Laguna Carhuacocha à leste da Cordilheira Huayhuash, Região de Huanuco.

Chegamos impressionados com a vista desse primeiro dia de caminhada, ”se o primeiro é assim como seriam os próximos?”A emoção tomou conta nesse momento. A vontade foi de pular e dançar de tanta felicidade! Sentimento de muita gratidão à “Pachamama” (mãe terra).

Que tal a vista da nossa casinha?

Acampamos com vista para montanhas, ícones de Huayhuash, em destaque para os imponentes Jirishanca e Siula Grande que são cenário de uma incrível história real de escalada, narrada em filme e livro “Touching the Void” pelos alpinistas americanos Joe Simpson e Simon Yates.


Após um bom jantar fomos descansar, curtindo os últimos raios de sol por detrás da cordilheira!

Confira o próximo dia da expedição:

Circuito Huayhuash: Mirador 3 lagunas e o Passo Siula

Compartilhar

Sobre o autor

Vanessa Franz

Guia de Turismo credenciada pelo Mtur,24 anos, natural de Blumenau/SC. Estudante de Educação Física, amo os esportes outdoor. Atualmente guio no Norte da Serra Geral em Alfredo Wagner, região e também pelo Circuito Huayhuash no Peru! Pratico trekking, mountain bike,corrida, caiaque e canionismo. Sou idealizadora dos projetos Casal na Montanha e Trekking por Elas! À 4 anos que estou na atividade e essa minha paixão pela natureza só tem aumentado a cada dia!

1 comentário

Deixe seu comentário