Ter uma montanha com mais de 6.500m no Nepal é uma das novas regras para escalar o Everest

0

O Everest, a montanha mais alta do mundo.

O Monte Everest é a montanha mais alta e provavelmente a mais famosa do mundo. Por isso, ela tem atraído cada vez mais montanhista em busca de realizar o sonho de estar no topo do planeta. Na última temporada mais de 800 pessoas tentaram chegar ao cume, o que fez com que governo nepalês repensasse as regras para autorizar a sua escalada.

O Nepal emitiu 381 permissões para estrangeiros escalarem o Everest na última temporada, o que significa pelo menos 750 pessoas entre escaladores e a equipe de apoio local. Além disso, também houve escaladores subindo pelo lado Tibetano controlado pela China.

Everest lotado em 2019.

Isso gerou uma superlotação que repercutiu no mundo todo com a foto de Nirmal Purja mostrando uma fila gigantesca para chegar ao cume da montanha. E esse congestionamento pode ter contribuído para as mortes de 11 escaladores nessa temporada.

Duras críticas foram feitas ao governo nepalês que decidiu tornar as regras e requisitos para escalar a montanha mais alta do mundo mais rigorosos.

Uma comissão formada pelo governo nepalês elaborou um documento com as novas exigências, agora será necessário apresentar um atestado médico comprovando boas condições de saúde e bom condicionamento físico. Nesse documento também consta como regra a contratação de um Sherpa (guia nativo do Nepal) treinado para acompanhar o escalador.

Mas o que mais chamou a atenção da comunidade foi a necessidade de experiência em pelo menos uma montanha com mais de 6.500 metros de altitude no Nepal. Muitos criticavam o governo por aceitar qualquer pessoa que pagasse os 11 mil dólares de permissão.

Em contrapartida as novas exigências, o governo nepalês prometeu aprimorar os sistemas de previsão de tempo e a fixação de cordas ao longo do trajeto. Assim os escaladores poderão aproveitar melhor a janela de bom tempo.

As montanhas do Nepal

O turismo é uma das principais fontes de renda do país. E as montanhas empregam milhares de pessoas todos os anos. Além do Everest, o Nepal abriga sete das 14 montanhas mais altas do mundo, além de inúmeras montanhas de altitude com mais de 6mil metros.

Acampamento alto no Ama Dablam.

Entre elas esta o famoso Ama Dablam com 6.856m, uma das montanhas mais desejadas do Himalaia por sua grande beleza e desafios técnicos. Para chegar ao cume dessa montanha são necessários pelo menos 30 dias de expedição, passando por paredes íngremes com blocos de rocha soltos, grandes geleiras e os acampamentos suspensos à beira do abismo.

Mas também há opções para quem quer montanhas menos conhecidas como o Monte Himlung com 7.135 metros. Localizado em uma área mais remota e menos turística do que os famosos Everest e Ama Dablam, tem atraído montanhistas pois não apresenta muita dificuldade técnica, por não ser uma montanha muito íngreme. Mesmo sendo mais baixas e mais fáceis, ambas montanhas darão ao montanhista uma noção do que esperar no Everest.

Monte Himlung.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário