1° Desafio Hike and Fly através da Serra da Mantiqueira

0

O Hike and Fly é um esporte que ainda esta se desenvolvendo aqui no Brasil, mas já possui adeptos apaixonados pela atividade. Cada vez mais pessoas buscam subir montanhas com equipamentos de voo livre no lugar de mochilas cargueiras, o objetivo fazer um trekking e decolar dos cumes que atacaram.

Buscando as rampas de decolagem

Seguindo essa tendência, os amigos Vinicius Moreira, Kaynã Moreira, Jefferson de Oliveira Vieira e Fabio José de Paula Ferreira (Nóia) participaram de um desafio. Eles percorreram mais de 160 quilômetros dentro da Serra da Mantiqueira caminhando e voando.  No total foram seis decolagens, sendo a primeira no Pico do Papagaio com 2105 metros de altitude no município de Aiuruoca.

A intenção dos praticantes de voo livre era sobrevoar a travessia Baependi X Aiuruoca, mas devido às condições de vento foram desviados para a Serra da Canjica. Eles pousam no Pico Retiro dos Padres onde passaram a noite em um bivaque.

A aventura continua

No segundo dia de aventura eles percorreram uma trilha sentido a cachoeira da Juju onde encontraram um ponto para decolar. O voo foi até o Bairro de Gamarra em Baependi, de onde eles retornaram até o ponto mais alto da Cachoeira da Juju para decolar novamente. O terceiro voo foi desse ponto até a Serra da Careta com 2080 metros de altitude. Ao anoitecer, eles procuraram o Bar da Francisca onde conseguiram jantar e bivacar novamente.

Caminhando por diferentes paisagens

Após a noite de descaso o terceiro dia de aventura foi voar da Serra da Careta com destino a Itamonte. Depois de algum tempo “liftando na cara da rampa esperando por uma térmica para levar eles para cima” eles conseguiram boas condições de voo. Assim os quatro atravessaram a cordilheira. Jefferson e Kaynã pousaram no campo dentro da cidade de Itamonte. Já Vinicius e Fábio chegaram até Itanhandu. Todavia , os quatro se encontraram na cidade para no dia seguinte subir a Pedra da Mina com 2798 metros de altitude.

Entretanto a decolagem do ponto mais alto da Serra da Mantiqueira não foi possível devido às condições climáticas e eles decidiram decolar da Rampa do Cipó com 1694 metros em Itamonte. Esse foi o quinto voo realizado pela equipe e levou eles até Passa Quatro atravessando a cordilheira da Serra Fina.

Sobrevoando a Mantiqueira

O esperado voo final

Para finalizar o desafio ainda faltava um voo. Os quatro escolheram o Pico do itaguaré com 2.308 metros para decolar, porém a previsão não era de voo é sim de chuva. Ainda assim, eles subiram a montanha bem cedo, encontraram uma possível rampa para decolagem e ficaram de plantão a espera de uma janela para voar. Entretanto, com o chegar da tarde e nada de uma janela para decolagem, eles decidiram montar acampamento e esperar o dia seguinte. Entretanto por volta das 17:30 as condições climáticas melhoraram e três deles conseguiram decolar antes que o vento virasse novamente. Kaynã, Jefferson e Fábio sobrevoaram a região até  a cidade de Cruzeiro onde finalizaram o desafio.

Vinicius desceu o pico do Itaguaré caminhando para ir ao encontro dos amigos. Durante todo o percurso eles também contaram com o apoio de Diego Luiz da Silva, fundamental para os resgates da equipe. “Depois de muito levantamento e estudo estratégicos para os saltos, eles os Pioneiros concluíram o 1° Desafio de Hike and Fly modo bivaque na Serra da Mantiqueira”, finalizou Vinicius.

Alguns trechos dos voos:

  

Veja alguns vídeos no link abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por 🏆Loucos Por Trail Run🏆 (@loucosportrail_run) em

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário