A história da determinação da altitude do Pico da Bandeira

0

A história do montanhismo brasileiro é cheia de surpresas. Uma delas é que até 1911, o Pico das Agulhas Negras, com seus 2.821* metros de altitude no Parque Nacional do Itatiaia, era considerado o ponto mais alto do país. Entretanto, nessa data, um curioso professor que trabalhava para o Serviço Geográfico de Minas Gerais, Álvaro da Silveira, realizou um estudo através de medições barométricas e descobriu que havia outro ponto culminante no Brasil, o Pico da Bandeira.

Pico da Bandeira na Serra do Caparaó.

Localizado na Serra do Caparaó, na divisa do Espírito Santo com Minas Gerais, o Pico da Bandeira foi medido pela primeira vez por Silveira, que apontou que ele tinha 2.884 metros de altitude. Ou seja, cerca de 60 metros a mais que o Agulhas Negras.

Medições sendo feitas no Pico da Bandeira.

Entretanto, essa descoberta causou algumas polêmicas e uma Comissão do Clube de Engenharia decidiu comprovar a altitude. Outras medições foram feitas, todavia em uma era pré GPS, havia muitas discrepâncias em relação à localização do Pico e a questão se alongou por alguns anos.

Apenas em 1941, foi realizado um novo estudo definitivo para comprovar o que Silveira havia apontado. Conduzidas pelo professor Alírio H. de Matos, as medições contaram com o auxilio de seus alunos e assistentes. Depois de marcar pontos de referencia para triangulação, a equipe subiu a montanha e realizou novas medições.

Equipe de Alírio H de Matos.

O ponto mais alto do Brasil

Como resultado, Matos apontou que o Pico da Bandeira possuía 2.890,1 metros de altitude, e portanto, esse seria o ponto mais alto do Brasil. Seu estudo ficou registrado em uma publicação de 1943 da Revista Brasileira de Geografia.

A história veio mudar anos mais tarde, quando o Pico da Neblina (2.995 m), localizado ao norte do estado do Amazonas foi descoberto. A conquista dele ocorreu apenas em 1965.

*Atualmente, com medições feitas com mais recursos tecnológicos a altitude oficial do Pico da Bandeira é de 2.892 metros, enquanto o Agulhas Negras registra 2.791 metros. Entre o ponto culminante do Caparaó e o do Itatiaia há mais duas montanhas: o Monte Roraima com 2810 metros e o Pico da Pedra da Mina com 2798 metros. Assim, de ponto mais alto do país, o Agulhas Negras passou a ser a quinta maior montanha do Brasil em pouco menos de um século.

 

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário