Análise: Jaqueta The North Face Stretch Down!

0

Se você está procurando uma jaqueta quentinha para usar nos dias mais frios na cidade e também em aproximações e trekkings no exterior, a Jaqueta The North Face Stretch Down é uma boa opção. Um modelo aconchegante, que possui um ótimo isolamento térmico feito com plumas de ganso 700.

Este modelo está disponível na versão masculina e feminina.

Ela é indicada para quem quer fazer trekkings na Patagônia, ao Acampamento Base do Everest, no Caminho de Santiago e até mesmo para a aproximação de grandes montanhas como o Aconcágua. Além de leve, confortável e quentinha, ela também é resistente a água, ou seja, te protegerá de chuvas leves, garoas ou em ambientes com excesso de umidade ou muito vento.

O seu tecido possui elasticidade, o que faz com que ela não impeça os movimentos. E para dar mais comodidade ao usuário, é possível ajustar ela ao corpo através de cordões elásticos. Os bolsos são fechados com zíper, o que possibilita você guardar seus pertences com mais segurança. Além disso, é possível compactá-la e guardá-la em seu próprio bolso. Assim ela não ocupará muito espaço em sua mala ou mochila quando você não estiver usando.

A Jaqueta The North Face Stretch Down está disponível nos modelos masculino e feminino, sendo essa mais acinturada, com diferentes opções de cores. Consulte o site da loja Altamontanha.com e veja quais as opções em seu tamanho.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário