Após avalanche, Urubko é resgatado de helicóptero “compulsoriamente” no Paquistão

0

No último dia 18/02 as expedições invernais nas montanhas de oito mil do Paquistão chegaram ao fim. Denis Urubko, era o último montanhista ainda disposto a encarar o frio e o gelo dessas montanhas para conseguir o feito de escalar o Broad Peak no inverno. Porém, sua última tentativa de cume acabou com uma avalanche e um resgate inesperado de helicóptero.

Denis Urubko no Acampamento Base do K2.

Urubko estava fazendo um ataque ao cume sozinho quando um deslizamento de neve o atingiu. Essa avalanche cortou uma corda fixa e carregou o montanhista russo por quase 100 metros. Por sorte, ele parou um pouco antes de uma greta de gelo.

Após se recuperar, ele relatou o incidente aos companheiros de equipe via telefone Satelital e baixou para o acampamento base para se preparar para a volta. Porém, ao acordar, ele recebeu a notícia que seria evacuado de helicóptero.

Urubko afirma que estava cansado e com dores, mas que planejava voltar caminhando junto com os carregadores.  “A noite passou normalmente, a -30º sob as estrelas, com um céu claro. Eu estava congelado, com tosse, senti dores nos pés e dedos, tristeza no coraçãoE aguardava a chegada do sol”,  relatou para Revista Desnível.

O resgate

Mas logo ao amanhecer dois helicópteros do exército paquistanês pousaram no acampamento a sua procura. “Quem é Denis? Ele está aqui?, disse um dos pilotos. Contudo, ao responder que era ele, Urubko foi informado de que não devia perder tempo, e que o havia uma ordem para levá-lo até Skardu sem desculpas.

Urubko e exército paquistanês após o voo de retorna a civilização.

O montanhista russo que conhece bem os procedimentos e condutas militares desde seu tempo no exército da Russia obedeceu e uma hora depois estava em Skardu. Logo após chegar a cidade, Urubko esclareceu que conhece os militares e o general desde o resgate de Tomás Humar. E que foi uma decisão do general transportá-lo desde o acampamento base, uma vez que os helicópteros estavam na região.

 

 

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário