Bernardo Do Espinhaço lança novo álbum sobre montanhas

0

O cantor e compositor mineiro Bernardo Do Espinhaço é também um apaixonado por montanhas e busca na natureza a inspiração para suas músicas. Recentemente, ele lançou seu quarto álbum, Amorantanhês, que foi gravado durante o confinamento por conta do Coronavírus.

Novo álbum do compositor e cantor Bernardo do Espinhaço.

Amortanhês conta com canções que falam sobre a vida simples, em contato com a natureza e sobre o amor pelas montanhas. O título é a junção das palavras Amor e Montanhês e 80% do álbum foi gravado em uma fazenda de sua família no interior de Minas Gerais.

Além dos instrumentos, também estão presentes sons da natureza capturados por Bernardo durante a estadia na fazenda. Assim, o álbum contém 11 canções autorais do artista e possuí participações especiais de outros músicos que gravaram remotamente.

Bernardo em sua fazenda em Minas Gerais

“É um disco de canções de amor e montanha. Talvez isso seja exótico, principalmente na minha obra, que acho que elas dialogam mais com o montanhismo dinâmico que é quando você tá subindo a montanha, fazendo um exercício, escalando e contemplando, por exemplo. Eu acho que o Amorantanhês ele traz um novo momento, de quando você está na montanha, pensando no amor, com seu amor ou até sem ele”, disse Bernardo em entrevista para o site G1.

Entretanto, por estar isolado na fazenda, Bernardo conta que enfrentou algumas dificuldades durante a gravação do disco. Ele sofreu com quedas de energia e a falta de conexão com a internet. Ainda assim, ele finalizou o álbum em pouco menos de três meses e também gravou um vídeo clipe para a música De Terra e De Paz.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Bernardo do Espinhaço (@bernardodoespinhaco) em

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário