Governos do Paquistão e Nepal pretendem reabrir aeroportos

0

O Paquistão e o Nepal são destinos muito procurados por montanhistas do mundo todo em busca de desafios nas maiores montanhas do mundo. Os dois países fecharam suas fronteiras em março, como prevenção a pandemia de Coronavírus. Entretanto essa semana, governo de ambos os países se posicionaram a favor da reabertura das operações de voos internacionais.

Aeroporto de Lukla no Nepal.

O Paquistão pretende reabrir suas fronteiras ainda essa semana. Entretanto as autoridades locais e regionais das áreas montanhosas são contra, pois o país esta em seu pior momento na luta contra o vírus com mais de 185.000 pessoas infectadas. De acordo com as entidades de saúde o Paquistão é o quarto país asiático mais afetado pela pandemia e registra 3.784 mortes devido ao vírus até o momento. A alta temporada de montanhismo no Karakoram vai de junho a agosto.

Caminho do acampamento base do Everest

Visual do caminho do Acampamento Base do Everest

Já o governo nepalês esta um pouco mais cauteloso. Ele comunicou que pretende reabrir todas as operações aéreas em agosto. As autoridades estão se preparando para receber os turistas na temporada de outono que buscam trekkings e escaladas entre os meses de setembro e novembro. O Nepal foi menos atingido pela pandemia. Até o momento o país registra apenas 25 mortes em decorrência de complicações pelo coronavírus.

 

 

 

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário