Montanhas permanecem fechadas durante o feriado de Páscoa

0

A pandemia de coronavírus está provocando ações inéditas, inclusive no montanhismo. Pela primeira vez na história, montanhas estão com o acesso proibido, até mesmo durante a Páscoa. Ainda assim, com a aproximação do feriado aumenta o número de frequentadores. Por isso,  as autoridades dos municípios em que estão localizadas essas montanhas estão redobrando os cuidados para que ninguém tenha acesso às trilhas e cumes.

Parques e montanhas continuam fechados para o público.

No Paraná a cidade de Morretes, onde esta localizado o Parque Estadual do Marumbi e diversos outros atrativos naturais proibiu qualquer tipo de aglomeração em áreas publicas ou particulares.

Essa decisão abrange “trilhas de aventura; margens dos rios, cachoeiras e similares” conforme citado em comunicado oficial. Quem desobedecer à medida estará sujeito a multa de R$ 500 (quinhentos reais). E a prisão em flagrante por: colocar em perigo a vida ou saúde de outrem (art. 132 do Código Penal); infração de medida sanitária preventiva (art. 268 do Código Penal) e crime de desobediência (art. 330 do Código Penal).

Já em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba, onde esta localizado o Pico do Anhangava, o Pico Pão de Loth e o acesso para o Caminho do Itupava, entre outros pediu apoio para a Polícia Ambiental.

Sinalização nos principais acessos.

As equipes começarão as atividades já na quinta-feira. “Será feita a abordagem e orientação das pessoas que pretenderem acessar os locais fechados, orientando-as a retornarem para casa, caso ocorra resistência ou desacato a Guarda Municipal dará o apoio”, informou a prefeitura. Assim, durante todo o feriado, a Polícia Ambiental com o apoio da Guarda Municipal e Policia Militar também irá realizar rondas nas trilhas orientando os eventuais frequentadores a retornarem para a casa.

Serra da Mantiqueira também continua fechada

A clássica Serra Fina e outras montanhas da região também terão medidas para evitar a circulação de pessoas em suas trilhas. A APA da Serra da Mantiqueira através de seu programa de Voluntariado junto com Associação de Guias de Passa Quatro, a Prefeitura Municipal de Passa Quatro e a Polícia Militar de Minas Gerais montaram uma ação conjunta. “Haverá barreiras fixas em pontos estratégicos de acesso aos principais atrativos turísticos do Município de Passa Quatro” declarou em comunicado.

Bloqueio na estrada de acesso à Serra Fina em Passa Quatro.

Assim, a APA da Serra da Mantiqueira destaca que “a aglomerações de pessoas nos seus principais cumes não é recomendado neste período uma vez que sabe-se que o vírus continua no ambiente por algum tempo, aumentando a chance de contágio”. Todavia, eles também lembram que a visitação as montanhas coloca em risco os moradores da região que interagem com os turistas. E ressaltam que nessas regiões não há grande infraestrutura de saúde nem recursos para atender um eventual surto de Covid-19.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário