Nepal suspende vistos e permissões de escalada no Everest

0

No início da noite de ontem o governo nepalês decidiu suspender temporariamente a emissão de vistos para entrar no Nepal devido à pandemia de Coronavírus. As permissões para escalar o Everest e outras montanhas do Himalaia também foram canceladas. A emissão de vistos ficará suspensa de 14 de março até 30 de abril.

Nepal cancela permissões para escalada do Everest

A decisão foi divulgada pelo ministro da Cultura, Turismo e Aviação Civil, Yogesh Bhattarai. “O governo decidiu suspender todas as expedições de primavera (hemisfério norte) e cancelar as permissões de escalada no momento. Podemos reconsiderar a decisão após examinar a situação mundial no próximo mês”, explicou.

Em casos de emergência para entrar no Nepal será necessário pedir o visto no consolado nepalês ainda no país de origem. Entretanto, o turista ainda deverá apresentar um atestado médico recente comprovando que não está infectado com o Coronavírus.

Como noticiado ontem, a China também fechou o acesso ao Everest pelo lado tibetano. Sendo assim, é possível que não haja nenhuma escalada na maior montanha do mundo nesse ano. Então, se isso acontecer, essa será a primeira vez desde 1969 que ninguém chega ao seu topo.

O impacto econômico

A medida causará um grande impacto na economia nepalesa, visto que o turismo para as montanhas representa boa parte das arrecadações. Apenas em taxas e permissões para escalada o governo estimava recolher cerca de 4,4 milhões de dólares.

Sherpas instalando escadas e cordas fixas na rota da face sul do Everest.

Essa notícia também pegou de surpresa as agências de turismo e os sherpas que trabalham na temporada de escalada no Everest.  No início da semana, oito sherpas haviam se deslocado para o Acampamento Base do Everest. Assim, o objetivo era equipar a rota normal da face sul com as escadas e cordas fixas.

O grupo é responsável por colocar as proteções até o acampamento 2 a 6.400 metros de altitude. Porém, agora eles deverão suspender os trabalhos.

 

 

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário