Resultados da busca: Agudo da Cotia (35)

Aventuras
1º Travessia Pico Paraná/Graciosa
Por

30 de abril de 1997- 1º dia
Eram 17:45h do dia 30 de abril de 1997, horário que eu saía de casa, e ia para a rodoferroviária, onde embarcaria às 19:00h com destino a Terra boa. Meu amigo Oséas estaria no trevo do Atuba esperando pelo ônibus, mas diferente das outras vezes, percebi que este não parou, apesar dos gestos das pessoas que o esperavam. Imaginei que deveria ser uma linha direta, e que meu amigo já tivesse ido com outro recém passado.

Colunistas
Travessia Ciririca-Graciosa_2009
Por

O Climatempo foi categórico: “Fique em casa, que é roubada“, o Simepar completava: “Nem pense, vocês vão sifu“ e os amigos que conhecem o buraco foram unânimes: “Tô fora, é fria“, mas o Jorge Soto e seu parceiro Carlos, “o Mamute“ faziam corinho: “Vamos, vamos, vamos em frente“.
Fotos: Jorge Soto e Carlos Filho

Aventuras
Travessia Ciririca – Rio Bonito
Por

O retorno do Ciririca pelo leito do Rio Bonito, apesar de não ser inédito, há muito andava esquecido até que o grupo composto pelo Serginho, Vinicius, Fabiano, Maurício e Ângela, depois de muitos desencontros acabaram por enfrentá-lo em quatro dias de penosa caminhada.

Colunistas
Serra Fina: Com saúde não teria graça
Por

As coisas estão caminhando lentamente. Dia 18 de setembro fiz juntamente com minhas irmãs o teste HLA no Hospital das Clínicas, teste este que nos dirá quanto temos de compatibilidade para fins de transplante de medula óssea. O resultado está pra sair e logo saberei meu futuro. Nesse meio tempo, me sentindo muito melhor, marquei com o amigo Flávio Varrichio uma investida para montanha, realmente ousada dadas as devidas circunstâncias, Serra Fina. Eu sei, não deveria ter ído pra lá, mas não suportava mais ficar em casa vendo outros amigos indo pra montanha, então fui pra lá tocar pra frente um projeto antigo. A companhia não poderia ter sido melhor.

Aventuras
Ataque no Ciririca : Um dialeto na montanha
Por

“Todo homem é uno quanto ao corpo , mas não quanto a alma” . Esta é a concepção expressa por Hermann Hesse em “O Lobo da Estepe” . Pois bem , há algum tempo venho me preparando física e psicológicamente para o encontro com as tão sonhadas placas do Ciririca , nesse último final de semana a oportunidade surgiu.