Prefeitura pede apoio policial para evitar visitas a suas montanhas

7

O município de Quatro Barras na região metropolitana de Curitiba no Paraná abriga em seu território o Parque Estadual da Serra da Baitaca. Seguindo as determinações para prevenção do Covid-2019, o prefeito, Angelo Andreatta, fechou o parque. Ele também solicitou o apoio da Polícia Ambiental para impedir a entrada no local.

Polícia Ambiental ajudará a impedir entrada no Parque Estadual da Serra da Baitaca.

O parque dá acesso a montanhas como o Pico do Anhangava , Pico Pão de Loth, Morro do Samambaia, Campo do Asa Delta e o histórico Caminho do Itupava. Assim, esses pontos são muito frequentadas nos finais de semana por praticantes de trekking, escaladores, praticantes de voo livre e Mountain bike.

O fechamento dessa unidade, assim como outros parques é uma medida preventiva para conter a pandemia do Covid-19. Porém, essas montanhas possuem diversos acessos sem portões ou barreiras para impedir a entrada do público.

Há apenas um posto do Instituto Ambiental do Paraná que serve para dar orientações e apoio aos visitantes. “Apesar das orientações realizadas aos visitantes muitos destes têm se dirigido aos atrativos, desrespeitando inclusive as pessoas que prestam atendimento nas estruturas existentes”, cita a nota oficial da prefeitura.

Assim, para preservar a segurança das pessoas que trabalham no local e moradores, e impedir a circulação de pessoas nas montanhas, a prefeitura pediu apoio da Polícia Ambiental. Esta por sua vez realizará rondas na região para coibir o trafego de pessoas.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

7 Comentários

  1. Avatar

    Legal a matéria. Muito bom, temos que colaborar, SEMPRE A única questão, não me levem a mal, é a forma que se escrever o nome Pão de Ló (com th). No séc. XVII, quando o Caminho do Itupava passou a funcionar como a ligação entre o litoral e o planalto, registros mostram o nome dessa montanha escrita com final “th”, nesse momento também escrevíamos Curytiba com “y”. Mas houve uma atualização nas nomeclaturas, junto com normas da língua portuguêsa, que nesse caso perde a influência lusitana. E assim nos atualizamos de acordo com as normas, acredito que o correto é escrever Pão de Ló.

  2. Avatar

    Como eu posso saber de informações atualizadas sobre se o acesso ao Itupava e Anhangava estáo abertos? Dá para eu ir lá fazer o o caminho do Itupava agora em junho ou julho?

Deixe seu comentário