Resultados da busca: Reinhold Messner (84)

Notícias
Os Alpes, parte 5 – Grossglockner, Áustria
Por

Nesta quinta matéria sobre os Alpes Europeus, nosso destino será a região em torno da mais alta montanha da Áustria, o Grossglockner, com 3798 m. Localizado no setor conhecido como “Alpes Orientais”, o Grossglockner é uma bela pirâmide rochosa, muito conhecida e frequentada por montanhistas de todo o mundo. Em nosso roteiro, vamos circundar o Grossglockner, por estradas alpinas, destacando os principais atrativos do percurso. Trata-se de uma giro de 180 km, de Zell am See até Lienz (pela Grossglocknerstrasse) e retornando por Mittersill (pela Felbentauern Strasse), cruzando o espetacular Parque Nacional Hohe Tauern. O roteiro indica ainda outro giro ao sul de Lienz, com 110 km, percorrendo outros dois conjuntos de montanhas dignos de uma visita, as Dolomitas Austríacas e os Alpes Cárnicos (junto à fronteira com a Itália). Para escaladores, motociclistas, hikers e demais apreciadores de montanhas, a região oferece paisagens, recantos e cumes gloriosos.

Notícias
Quais são as montanhas mais perigosas do mundo?
Por

Medir o grau de dificuldade de uma montanha é sempre relativo. No Himalaia, onde estão todas as montanhas com mais de 8 mil metros do mundo, foi utilizado um índice onde divide-se o número de pessoas que chegaram ao cume das montanhas pelo número de montanhistas que ficaram pelo caminho, chegando assim numa estatística de qual seria a montanha mais perigosa do mundo. As montanhas mais famosas ficaram em segundo plano, confira:

Notícias
Ueli Steck e as escaladas solo no Himalaia
Por

O alpinista Ueli Steck, apelidado de “Máquina Suíça”, é um dos montanhistas mais conhecidos do circuito de alta altitude, e virou sinônimo de escaladas solo, em estilo extremamente rápido. Em outubro, ele protagonizou uma das ascensões mais incríveis da história, que foi descrita como “uma das mais audaciosas e perfeitamente executadas ascensões dos últimos tempos, solando uma nova rota na face sul do Annapurna” (Lindsay Griffin, BMC).

Mas teria esta, verdadeiramente, sido uma escalada “solo”?

Notícias
Os Alpes parte 1 – Grindelwald, Suíça
Por

Os Alpes constituem a principal cordilheira da Europa, ocupando áreas na França, Suiça, Itália, Austria, Alemanha, Liechstenstein e Eslovênia, numa espinha de montanhas com mais de 1200 km de extensão. Nos seus pontos mais altos, atinge mais de 4000 metros de altitude (há 82 montanhas acima desta marca). Além da beleza de suas montanhas e vales, os Alpes oferecem ainda dois diferenciais em relação a outras cadeias de montanhas: muitos atrativos históricos e uma incrível infra-estrutura de apoio. Com esta série de matérias, tentaremos conduzir o leitor de Alta Montanha a um breve passeio em 5 diferentes destinos alpinos, destacando especialmente as opções de atividades “outdoor” em cada um deles, nos meses do verão europeu.

Notícias
Nobukazu Kuriki e sua tentativa limpa alpina no Everest
Por

Ainda há espaço para os valores clássicos de montanhismo no Himalaia. Ainda há alguém capaz de lidar com o risco e compromisso na montanha mais alta da Terra. Longe de oxigênio artificial, o que reduz em mais de dois mil metros a altura real das montanhas, o oposto das cordas fixas habituais que prendem entre 50 e 100 escaladores como salsichas ao sol, longe das rotas normais sem querer encontrar nenhum dos oitomilistas normais de se ver, Nobukazu Kuriki levou sua aventura ao passado.

Notícias
25 anos dos 14 8000m de Jerzy Kukuczka
Por

Primeiras invernais no Himalaia, estilo alpino abrindo rotas e, muitas vezes, em cordadas de poucos ou apenas em dupla. Este foi o perfil de Jerzy Kukuczka que entre 1979 e o dia 18 de setembro de 1987 (portanto há 25 anos), completou a escalada dos quatorze cumes de mais de 8000 metros do mundo.

Colunistas
Apresentação de Marcelo Delvaux
Por

Comecei na escalada esportiva nos anos 90, mas, pouco tempo depois, parei de escalar para me dedicar a uma das minhas paixões daquele período, o mountain biking. Naqueles “velhos tempos” havia uma grande dificuldade para se conseguir bons equipamentos importados e tive que escolher entre comprar uma bicicleta de qualidade ou adquirir meu material de escalada. Acabei optando pela “magrela” e só retornei à escalada, desta vez com força total, nos anos 2000.

1 3 4 5 6 7 9