Confira quem ja fez cume no Dhaulagiri este ano - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Montanhismo

Confira quem ja fez cume no Dhaulagiri este ano

O colaborador Rodrigo Granzoto Peron enviou com exclusividade para o Portal AltaMontanha.com a lista dos escaladores que já culminaram o Dhaula nesta temporada. Confira:

Fonte:

23/abril

Martin Minarik (República Tcheca) [cume no meio da noite]

01/maio

Ivan Vallejo (Equador) [seu 14º cume 8.000]

Gerlinde Kaltenbrunner (Áustria) [seu 11º cume 8.000 - mulher recordista]

David Gottler (Alemanha)

Fernando Gonzalez-Rubio (Colômbia) [seu 7º cume 8.000]

Ferrán Latorre (Espanha)

Nacho Orviz (Espanha)

Edurne Pasabán (Espanha) [seu 10º cume 8.000]

Muktu Sherpa (Nepal)

Radek Jaros (República Tcheca) [seu 7º cume 8.000]

Zdenek Hruby (República Tcheca) [seu 6º cume 8.000]

Nikolay Totmjanin (Rússia)

Valery Babanov (Rússia)

Alex Txikon (Espanha)

Asier Izaguirre (Espanha)

Carlos Pauner (Espanha) [seu 8º cume 8.000]

Kinga Baranowska (Polônia) [seu 4º cume 8.000]

Marta Alejandre (Espanha)

Jesus Morales (Espanha)

Christian Vitry (Argentina)

Observações:

a) A ordem dos cumes é cronológica. O primeiro a culminar foi Ivan Vallejo, ao meio dia, os últimos Kinga, Marta, Jesus e Christian, por volta das 4 da tarde.

b) Os russos culminaram abrindo uma nova e difícil rota na Face Oeste do Dhaulagiri (Aresta Oeste), nunca dantes tentada.

c) Na corrida para se tornar a primeira mulher a culminar todos os 14 cumes 8.000, a austríaca Gerlinde Kaltenbrunner fez seu 11º cume. Descontando a diferença, e empatando com a italiana Nives Meroi, a espanhola Edurne Pasabán também culminou, atingindo seu 10º cume.

d) O argentino Christian Vitry, líder da expedição argentina ao Dhaulagiri, chegou ao cume por volta das 16:00 horas. Seu companheiro Dario Bracali retornou por volta dos 8.000m, e vai tentar a montanha de novo nos próximos dias. Os demais integrantes da equipe, Guillermo Glass e Sebastián Cura nem tentaram escalar, ficando no campo 1 (5.800m). A argentina tem mostrado uma força crescente no himalaísmo. Ano passado Cevallos &, Sacchi culminaram o Shishapangma por sua face sudoeste, bem íngreme e difícil.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade