Dos campeonatos para o Big Wall: David Lama pretende escalar o Cerro Torre. - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Inédito até então

Dos campeonatos para o Big Wall: David Lama pretende escalar o Cerro Torre.

O escalador David Lama da Áustria é um dos melhores escaladores esportivos do mundo. Ele e Daniel Steurer pretender realizar a primeira escalada da via Maestri, no Cerro Torre, em livre.

Fonte:

O Cerro Torre é uma montanha que fascina qualquer um. Seu nome já sugere o que ela é: Uma enorme torre de granito situada nos confins da Patagônia, ao lado da maior geleira continental do mundo e sob influência de um clima instável e perigoso, onde em um dia pode fazer frio, calor, chover, nevar e ventar muito, muito mesmo!

David Lama, que tem 19 anos, é um escalador fora do comum, a começar por sua história. Seu pai é um guia nepalês, mas ele nasceu em meio aos Alpes austríacos, em Innsbruck, terra de sua mãe. , Lama é atualmente o número 7 do ranking mundial da IFSC (Confederação Internacional de Escalada Esportiva), mas mostra que sua motivação está fora dos quatro cantos de um ginásio de escalada.

Sua intenção é escalar a famosa rota do "Compressor", aberta em 1970 por Cesare Maestri. A História da conquista desta via é muito polêmica e ela começou em 1958, quando Maestri fez sua primeira ascensão na montanha, escalada esta muito criticada pelo mundo do montanhismo. Na ocasião estava Maestri e seu amigo, Toni Egger. A dupla sofreu um acidente na descida e Egger morreu, sendo arrastado por uma avalanche. Ninguém acreditou que Maestri havia chegado ao cume da montanha e isso o levou a voltar, anos mais tarde, para calar seus críticos.

Maestri chegou no cume em 1970, desta vez usando um método um tanto quanto pragmático, levando um "compressor" e fixando centenas de proteções na montanha. Por conta disso, a rota Maestri é conhecida no mundo inteiro como "Rota do Compressor", pois o aparelho está até hoje pendurado na montanha.

Até hoje ninguém conseguiu livrar a via do Compressor, nem mesmo ascender ela sem usar as proteções fixas. Quem conseguiu chegar mais perto deste objetivo foram os escaladores Zack Smith e Josh Wharton dos Estados Unidos em 2007. Wharton mais tarde disse à revista americana Climbing, que era possível fazer toda a escalada no Torre sem usar as proteções de Maestri, exceto os últimos 30 metros finais. Para isso, segundo Wharton, é preciso usar a rota original como referência, mas ficar zig zagueando-a a fim de encontrar saídas em livre, ou em artificial que não seja necessário o uso dos grampos fixos. Assim, a rota que tem cerca de 400 grampos, poderia ser feita apenas com 20.

A missão de David Lama é um tanto quanto audaciosa, pois ele não somente pretende não usar as proteções de Maestri, mas também quer fazer toda a escalada em livre!

Já é mais do que provado que Lama tem condições técnicas de guiar e livrar enfiadas com dificuldade extrema, agora fica a questão se é possível realizar tal missão em uma montanha grande e sujeita a grandes mudanças no tempo. Se ele conseguir, será uma grande façanha.

Com informações de Desnível

Veja mais: História do Montanhismo
 , , , , , , , , , , , , , , , , , , A conquista do Cerro Torre.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade