Tragédia no Peru isola turistas brasileiros em Machu Pichu - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Desastre

Tragédia no Peru isola turistas brasileiros em Machu Pichu

De acordo com autoridades peruanas, foi a pior enchente dos últimos 15 anos. Diversos turistas estão isolados, dentre eles 120 brasileiros.

Fonte:

As chuvas que não param de cair na região de Cuzco no Peru acarretou em grandes enchentes e muita destruição e dentre os prejuízos, a linha de trem que liga a cidade de Cuzco até Águas Calientes, a cidade mais perto das ruínas de Machu Pichu, foi destruída, deixando milhares de turistas isolados na região.

Apesar das informações dados pelos órgãos de notícias internacionais focarem no isolamento dos turistas estrangeiros, dos quais 120 são brasileiros, as pessoas que mais sofrem com a situação são os peruanos, das seis pessoas que mortas até agora, só uma era estrangeira.

Assim como na tragédia de Angra dos Reis no Brasil, no dia primeiro de Janeiro deste ano, no Peru houve desabamento de encostas com destruição de casas e fluxo de lama. O relevo acidentando da cordilheira dos Andes favorece a existência destes fluxos que descem das vertentes mais inclinadas. Elas engoliram duas pessoas, que foram arrastadas para dentro de rios.

Machu Pichu é a principal atração turística do Peru e há duas opções de acesso, ou pela trilha Inca, que leva pelo menos 3 dias de caminhada, ou de trem através de Águas Calientes, que agora está sitiada. Apesar do acesso por trilha ser possível, foi lá que morreu o único estrangeiro no desastre, uma argentina de 20 anos.

Por conta das chuvas, comuns nesta época do ano, a melhor estação para se visitar Machu Pichu é o inverno, época de secas.

Com informações da AFP e imagem de Diário do Nordeste

Veja mais sobre Machu Pichu


Publicidade:


Publicidade

Publicidade