Santiago Quintero teve problemas para descer do Makalu - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Dificuldade no Makalu

Santiago Quintero teve problemas para descer do Makalu

Com princípio de Edema cerebral, o alpinista equatoriano contou com o apoio do amigo Hernan, dos sherpas e de dois alpinistas de outra expedição para conseguir descer até o Campo Base da montanha.

Fonte:

O equatoriano Santiago Quintero, que faz parte da equipe do alpinista brasileiro Waldemar Niclevicz e conseguiu chegar ao cume do Makalu nesta temporada, teve muitas dificuldades para conseguir descer a montanha.

Após retornar do cume, o alpinista, que estava acompanhado do argentino Carlos Hernan Wilke (que se converteu no primeiro argentino a chegar ao cume do Makalu), retornou ao acampamento 3 (7.400 m) e começou a passar mal. Posteriormente foi verificado que Quintero apresentava sérios sintomas de Edema Cerebral.

A equipe se apressou para descer a montanha e, graças aos esforços de Hernan, dos sherpas que os acompanhavam e de mais dois outros alpinistas que possuíam garrafas oxigênio, conseguiram baixar o alpinista até o acampamento base da montanha, onde apresenta um quadro estável.

Quintero, que perdeu os dedos dos pés em 2001, depois que sofreu severos congelamentos em sua ascensão em solitário ao Aconcágua, já escalou o Broad Peak, em 2007, com a companhia de seu amigo Iván Vallejo e, agora, o Makalu, como parte do projeto “Para o K2 sem O²”.

Entre as grandes conquista do alpinista equatoriano, destaca-se a ascensão em solitário ao Yerupaja Grande (6.634 m), em 2001, cume que ninguém havia alcançado em dez anos.

Com informações do Maurício “Tonto” Clauzet e do site monodedo.com.

Para saber mais:

:: Santiago Quintero: Makalu e K2 sem os dedos

:: Himalaya: Santiago Quintero subiu o Broad Peak

Publicidade:


Publicidade

Publicidade