Ana Elisa Boscarioli comemora dois anos de conquista do Monte Everest - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Dois anos da conquista

Ana Elisa Boscarioli comemora dois anos de conquista do Monte Everest

No dia 19 de maio (segunda-feira) Ana Elisa comemora dois anos de sua chegada ao cume da montanha mais alta do mundo (Monte Everest, 8.850 metros de altitude, Nepal). Para comemorar, a alpinista palestrará para alunos do ensino fundamental de Santa Bárbara d´Oeste, a convite da Fundação Romi.

Fonte:

"Everest: Um olhar fotográfico e humano da montanha mais alta do mundo" será o tema da palestra que a médica e alpinista nascida em Igarapava e criada em Campinas ministrará a alunos das sétima e oitava séries do ensino fundamental de Santa Bárbara d´Oeste. O evento será na Estação Cultural, espaço revitalizado pela Fundação Romi, de quem partiu o convite para a apresentação.

Para Ana Elisa, "não existe melhor maneira de comemorar minha conquista. Falar para adolescentes e pré-adolescentes e mostrar que com planejamento, preparação, disciplina, esforço, garra e determinação, é possível realizar qualquer sonho".

A cirurgiã plástica conta que a partir do trekking ao Campo Base do Monte Everest, no fim de 1999, nasceu sua paixão pela alta montanha. "Eu nunca tinha escalado, mas quando cheguei a 5.300 metros, olhei para cima e vi as pessoas subindo, então imaginei como seria".

A partir desta visão ela passou a estudar a fisiologia em altitude e fez cursos de escaladas em rocha, em gelo e começou a escalar montanhas na América do Sul pensando sempre em chegar ao topo do mundo. "Em 2005 fui para o Cho Oyu, uma montanha que também fica no Himalaia e é a sexta mais alta, com 8.201 metros de altitude. Consegui chegar ao cume, tornei-me a primeira brasileira a alcançar o topo de uma montanha com mais de 8.000 metros e de lá pude ver o cume do Monte Everest. Aí tive a certeza de que meu sonho era possível de ser concretizado".

"Seis anos depois de ter começado a sonhar com o cume do Everest cheguei lá. Foram anos treinando intensamente, dois meses "morando" na montanha e 15 minutos de muita satisfação no topo do mundo".

Ana Elisa que, além da atividade profissional dividida entre Campinas, Americana e São Paulo, é casada, mãe de uma menina de sete anos e vem ministrando palestras motivacionais pelo País, não desistiu de sonhar.

Completar os sete cumes das sete montanhas mais altas de todos os continentes e voltar ao Cho Oyu para desta vez escalar sem utilizar cilindros de oxigênio suplementares são os próximos objetivos.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade