Alemães abrem nova rota no Monte Sarmiento - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Aventura no fim do mundo

Alemães abrem nova rota no Monte Sarmiento

Expedição logrou abrir a primeira rota na face norte da montanha que era virgem até então. Monte Sarmiento ficou famoso após o filme “Extremo Sul”, o primeiro longa metragem brasileiro sobre montanhismo.

Fonte: Desnivel

Nos princípios de Abril, os alemães Robert Jasper, Jörn Heller e o fotógrafo Ralf Gantzhorn alcançaram o cume oriental do Monte Sarmiento, de 2154 metros, uma das montanhas mais remotas da América do Sul.

Situado na inóspita Terra do Fogo patagônica, esta montanha conta com poucas ascensões. Até esta data, apenas umas 30 expedições estiveram na montanha e a maioria fracassou a tentativa, pois as dificuldades são muito grandes.

A começar, o Sarmiento só alcançado de barco, o que eleva muito os custos da expedição. Depois, no local onde ele fica não há nenhuma estrutura e é preciso atravessar terreno inóspito formado de brejos e florestas. Para piorar, o clima de lá é péssimo, faz muito frio, neva e chove demais. Tudo isso em uma montanha de escalada técnica!

Em Março, a pequena expedição alemã zarpou de Ushuaia e através das turbulentas águas do Cabo de Hornos, em direção ao estreito de Magalhães, chegaram em Caleta Escandallo, onde montaram seu acampamento base. Depois de encontrarem um caminho entre a espessa vegetação, a travessia do glaciar se mostrou muito complicada, ainda mais contando com o constante mal tempo, o que frustrou diversas tentativas.

No primeiro de Abril, os ventos mudaram de direção e isso possibilitou que a equipe se pusesse em marcha. Recorreram metade da rota e se refugiaram numa cova de gelo. As condições eram de clima glaciar, mas tiveram sorte: As 2 da manhã as estralas sobressaíram no céu e as nuvens desapareceram.

Rapidamente eles derreteram neve e comeram algo para empreender o ataque final sob um tempo perfeito! Sua rota, aberta totalmente em estilo alpino, foi batizada como Odisséia de Magalhães, em homenagem ao aventureiro português que se aventurou por aquelas paisagens austrais, encontrando o caminho entre o atlântico e o pacifico.

No total, os montanhistas percorreram cerca de 20 Km e ascenderam cerca de 3.000 metros de desnível naqueles dias, com dificuldade de até WI 4+. A ida e a volta ao barco os tomou 39 horas!

 ,“Toda a expedição foi uma verdadeira aventura” relembra Jasper. “As tormentas do Cabo de Hornos sacudiam nosso pequeno veleiro constantemente. A Terra do Fogo sempre me interessou, principalmente depois de uma conversa com Stephen Venables, quando achei que eu deveria ir para lá”.

Stephen escalou a montanha em 1995 junto com John Rosekelley e Tim Macartney-Snape em uma expedição liderada por Jim Wickwire.

“Cada cordilheira representa dificuldades especificas e mesmo que o Monte Sarmiento seja uma montanha muito mais baixa que qualquer outra no Himalaia, ali o clima é extremo, as tormentas são furiosas, o frio é intenso e a chuva é incessante. Adicione isto ao fato de que a região é selvagem. Não existe nada parecido em toda Europa! A vegetação é espessa e há que atravessar muitos pântanos perigosos, que gastam só eles dois dias para serem percorridos. O frio extremo, o terreno vertical e a escassez de neve nos dificultou encontrar a rota, mas ao final, tivemos muita sorte com o tempo: A janela inesperada durou 20 horas, o tempo suficiente para subir e regressar de forma segura. Foi uma questão de estar no lugar certo no momento certo, ainda que não pudemos aproveitar o cume, já que uma tempestade estava se formando, coisa que aconteceu depois de minutos. Foi uma aventura de verdade que chegou ao seu fim no dia 10 de Abril, quando alcançamos Puerto Natales, depois de outra semana navegando de volta à civilização.” Finaliza Robert Jasper.

Extremo Sul

O Monte Sarmiento ficou famoso no Brasil com o filme Extremo Sul, que foi o primeiro longa metragem sobre montanhismo que conta a tentativa de escalada da montanha por uma equipe formada por brasileiros, argentinos e um chileno.

Fonte: Desnivel

Veja mais foto da expedição no site da Desnível

Publicidade:


Publicidade

Publicidade