Raineri abandona o planejamento inicial e decide usar O2 suplementar - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Decisão acertada

Raineri abandona o planejamento inicial e decide usar O2 suplementar

As últimas previsões de tempo indicam ventos de 60km/h e temperatura de -50ºC no cume da montanha mais alta do mundo influenciaram na decisão do alpinista, que decidiu privilegiar a segurança e usar os cilindros de o2 suplementar.

Fonte:

Pelo telefone satelital Rodrigo Raineri contou, nesta segunda-feira (26/05), que os ventos continuam muito fortes e que "ontem (25/05) várias expedições desistiram de tentar cume e voltaram. Um dos sherpas que apoiou o nepalês de 77 anos e é a pessoa mais velha a alcançar o topo do mundo, congelou todos os dedos das mãos. Isso significa que para mim que queria tentar subir sem O2 suplementar o risco de congelamento seria maior ainda".

Diante disso, Raineri decidiu adiar seu sonho e vai tentar chegar ao cume com cilindros de O2 suplementares. "Não tem sentido eu simplesmente desistir. Já que estou tão perto, vou subir com oxigênio, é uma questão de segurança. O Du Keppke e eu sairemos no início da tarde (hora do Brasil) acompanhados pelos sherpas e tentaremos chegar até o cume. Mesmo assim não vai ser fácil com os ventos nesta velocidade e a temperatura tão baixa".

A previsão é a de que Eduardo Keppke e Rodrigo Raineri levem cerca de 12 horas para chegar ao cume do Monte Everest (8.850 metros de altitude). Eles fazem sua investida pela Face Sul (Nepal).

A Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar tem o patrocínio de Wizard e Snake, apoio de Lenços Presidente, Cia. Athletica e Grade 6.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade