Urbanização de Valinhos ameaça a Serra dos Cocais - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Boulderes de Valinhos

Urbanização de Valinhos ameaça a Serra dos Cocais

Pequena área verde situada no meio da região metropolitana de Campinas, onde ficam os famosos “Boulderes de Valinhos” podem se transformar em condomínios.

Fonte:

Todos sabem do interesse do setor imobiliário em lotear regiões naturais próximos à grandes cidades. A demanda por tranqüilidade próximo do local de trabalho é um mercado que provoca grandes alterações nas paisagens, transformando o que eram áreas naturais ou rurais em condomínio fechados de alto padrão que privatizam a paisagem e também urbanizam os espaços verdes.

Para barrar o mercado, existem leis que determinam que tipo de uso deva ter uma determinada região e é exatamente esta lei que o prefeito de Valinhos e alguns vereadores querem alterar: O Plano diretor.

De acordo com o atual plano diretor do município, a Serra dos Cocais tem um uso rural, onde as edificações são distantes e há espaço para conservação das áreas de preservação permanente, tais como várzeas de rios e vertentes de morros muito inclinadas. No atual projeto, a Serra terá um uso diferencial e poderá receber condomínios e também pátios de logística, ou seja, poderá haver uma urbanização da região.

Serra dos Cocais

A Serra dos Cocais é uma das ultimas vertentes do Planalto Atlântico de São Paulo. Ela apresenta colinas onduladas e a altitude máxima é de 960 metros. , Nos topos e vertentes da Serra se desenvolve um relevo de “Caos de Blocos” onde matacões de granito ficam equilibrados uns sobre os outros, formando uma paisagem de grande beleza cênica onde já existe uma tradição de escalada. É ali onde ficam os famosos boulders de Valinhos.

Este relevo diferencial da região dá aporte à uma rica biodiversidade. De acordo com geógrafos da Universidade Estadual Paulista (UNESP), os afloramentos rochosos deram aporte para sobrevivência de inúmeras espécies de plantas de clima mais seco, como cactáceas e bromélias de chão, que são indivíduos relictuais de um paleoclima semi-árido que prevaleceu na região ao término do período glacial, há cerca de 10 mil anos atrás.

Além destas espécies de plantas secas, provavelmente provenientes da Caatinga, há também muitas espécies de cerrado, paisagem predominante na região de Campinas e também da Mata Atlântica, que domina os mares de morro do Planalto Paulista. Por todos estes motivos, a Serra dos Cocais é um “hot spot” de biodiversidade e é ainda o último reduto verde situado dentro da região metropolitana de Campinas.

Além da rica biodiversidade, A Serra dos Cocais é uma região estratégica por conta de ser um grande manancial de águas que pode vir a abastecer todos os municípios circunvizinhos, Valinhos, Itatiba, Vinhedo e Campinas.

Abaixo assinado contra o projeto.

Para protestar contra a mudança no plano diretor, moradores, cientistas e ambientalistas estão realizando um abaixo assinado contra este projeto.

A expectativa é que além de barrar a urbanização com a mudança no plano diretor, ainda a região seja transformada numa Área de Preservação Ambiental, um tipo de Unidade de Conservação onde é permitido o uso rural e que mantém preservado recursos da paisagem, como a biodiversidade e os recursos hídricos, além das feições de relevo que tanto impressionam por sua beleza.

Saiba mais:

:: Site da Associação dos Amigos da Serra dos Cocais
:: Abaixo assinado contra a urbanização da Serra dos Cocais

Publicidade:


Publicidade

Publicidade