Mais uma conquista brasileira no Fitz Roy - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Samba do Leão

Mais uma conquista brasileira no Fitz Roy

O trio composto por Sergio Tartari, Flávio Daflon e Luciano Fiorenza abrem a via Samba do Leão, na face norte do Fitz Roy.

Fonte: Redação

É a segunda vez que Sergio Tartari abre uma via nesta enigmática montanha. Em 2011, junto com o Luciano Fiorenza e Jhony Heredia, o carioca de 50 anos de idade havia conquista a via “Al Abordaje” no pilar Casarotto. Naquela ocasião, Serginho comentou que foi a escalada mais comprometedora que havia realizado.

Junto com mais uma lenda viva da escalada do Rio de Janeiro, Flávio Daflon, autor de diversos guias e livros de escalada, dentre eles o Best seller “Escale Melhor e com mais segurança”, a equipe conquistou em Janeiro uma nova linha na montanha, que totaliza 1300 metros de extensão e 30 enfiadas, das quais, apenas 2 é compartilhada com outra rota.


Não foi a única vez que Serginho escalou o Fitz Roy nesta temporada, menos de duas semanas antes ele havia chego ao cume pelo mesmo Pilar Casarotto onde ele abriu uma via há dois anos atrás, escalando a também comprometedora "Mate Porro y todo lo demás".  Desta forma, Serginho se tornou o primeiro brasileiro a abrir duas vias nesta montanha e também o unico até agora a ascender até o cume duas vezes numa mesma temporada.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade