O Lago que havia desaparecido voltou à encher - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Vítima do aquecimento

O Lago que havia desaparecido voltou à encher

Investigadores do Centro de Estudos Científicos de Valdivia revelaram que o desaparecido lago Cachet 2, na Patagônia chilena, voltou a encher. O lago havia perdido toda a massa hídrica graças ao aquecimento global.

Fonte:

Os cientistas confirmaram que o túnel por onde evacuou a água, de uns oito quilômetros de largura, se fechará novamente. Este fora aberto graças ao desprendimento de um glaciar, devido ao aumento da temperatura na região. O fenômeno é conhecido como "Glof" e existe registros de sua ocorrência na América do Sul desde 1950.

Segundo os especialistas, as medições realizadas ratificaram que a cota do lago está agora a cerca de 5 metros abaixo do nível normal, antes do vazamento, e uns 50 metros acima do nível que atingiu após o fato.

O enchimento do lago sustentou a tese dos "Glaciólogos" Andrés Rivera e Gino Casassa, que sustentaram que o "esvaziamento é um fenômeno natural nos glaciares", e que as altas temperaturas do mês de abril (cerca de 35ºC) favoreceram o evento.

Desaparecimento

O Lago Cachet 2, com 2.000 milhões de litros de agua doce, desapareceu dos patagônicos Campos de Gelo Norte no Chile em menos de 12 horas. O fenômeno foi ocasionado pela formação de um grande túnel subterrâneo, por qual a água escoou.

Imagens de satélite da zona demonstraram o desastre em abril com precisão, após a advertência de muitos moradores locais sobre o aumento do nível de água do caudaloso Rio Baker, que chegou, inclusive, a reverter seu curso por 2 horas.

O Lago Cachet 2 fica junto ao Glaciar Colônia que, influenciado pelas altas temperaturas no verão deste ano, soltou grandes massas de gelo, que ao flutuarem sobre a formação lacustre, abriram o túnel que causou o esvaziamento do Lago.

Rionegro.com.ar

Publicidade:


Publicidade

Publicidade