Rodrigo Ranieri retorna ao acampamento 2 do Everest - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
A Decolagem mais Alta do Mundo

Rodrigo Ranieri retorna ao acampamento 2 do Everest

No 33º dia da expedição “Projeto Everest 2013 – A Decolagem mais Alta do Mundo”, alpinista enfrenta a tosse e tentará ainda chegar mais uma vez ao acampamento 3 e possivelmente passar a noite a 7.200 metros do chão

Fonte: Assessoria de Imprensa Rodrigo Raineri

Dando prosseguimento ao processo de aclimatação ao Everest, o alpinista Rodrigo Raineri sobe mais uma vez na madrugada desta sexta do acampamento base ao campo avançado 2 da montanha mais alta do mundo – localizado a 6.400 metros de altura. “Entre duas e três da manhã, o amigo Joel Kriger – que está aqui comigo – e  eu estaremos saindo para o acampamento dois, direto. Vamos pular o um dessa vez. E lá a gente vai decidir se toca o três ou até se conseguimos passar uma noite no três”, diz Raineri, referindo-se ao campo mais acima, localizado a 7.200 metros de altitude. O pico do Everest, vale lembrar, tem 8850 metros e é de lá que o alpinista pretende decolar de parapente e se tornar a primeira pessoa a executar um voo solo do topo à base da montanha.

As idas e vindas aos acampamentos avançados são necessárias para o processo de aclimatação. “O tempo não está dos mais bonitos, mas também é impossível ter o tempo perfeito. A gente tem que fazer essa fase de aclimatação agora para depois poder aproveitar o período de bom tempo e subirmos ao cume da montanha. Ontem estava nevando o dia todo e no final da tarde deu uma abridinha de céu azul”, conta Rodrigo, que mesmo a temperaturas médias de 10 graus negativos tomou um banho na quinta, tentando manter a média de um a cada três dias.

Como é muito comum no Everest, Raineri anda enfrentando a tosse. “ Estou me sentindo super bem, forte, mas tive um probleminha na garganta na minha primeira subida, para variar, porque o ar é muito frio e seco, e acaba atacando as vias aéreas.  Aqui no glaciar do Khumbu tem uma tosse que geralmente todo mundo tem, chamada de Khumbu Cof”, conta.

Ele diz ainda que mediu a saturação de oxigênio no sangue e está tranquilo. “Estava 92, eu não tinha medido ainda, porque não dá para ficar muito noiado com a saturação de oxigênio. Tem que estar com o estado físico geral bom para poder subir e é isso que nós vamos fazer. Os Carlos, Santalena e o Canela, que também estão aqui no Everest, subiram na quinta e já estão lá no acampamento dois, está tudo bem com eles. Então na madrugada desta sexta estamos subindo. Vamos nessa!”, finaliza.

O alpinista – que tem postado dentro do possível comentários sobre o projeto Everest 2013 em sua fanpage no Facebook ( www.facebook.com/alpinistarodrigoraineri ) -  concluiu o curso de piloto de parapente em 2006 e fez seu primeiro voo solo em 2007, um ano antes de atingir o cume do Everest pela primeira vez (se chegar ao ponto mais alto neste ano, ele será o primeiro brasileiro a chegar três vezes ao cume).

O Projeto Everest 2013 – A Decolagem mais Alta do Mundo tem o patrocínio da Mitsubishi, Croqui, Snake, Porto dos Colchões, Tivva, Sol Paragliders e Grade6 e apoio da Companhia Athletica, Spa Lapinha, Kailash e F7 Assessoria Esportiva.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade