Avalanches e morte nos Pirineus - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Risco de Avalanches

Avalanches e morte nos Pirineus

Infelizmente uma cidadã residente em Barcelona de 66 años faleceu arrastada por uma avalanche no maciço de Neouvielle. As enormes quantidades de neve que se encontram depositadas nos Pirineus, junto com a elevação da temperatura nos últimos dias, fazem com que exista risco de avalanches, ainda mais se for levado em consideração que é verão no hemisfério norte.

Fonte:

A grande quantidade de neve acumulada nos Pirineus, unido à elevação das temperaturas destes últimos dias, faz que exista alto risco de deslizamentos em diversos setores. Entretanto, o fato de ser verão no hemisfério norte, e já sendo quase mês de julho, implica que poucos tenham conhecimento da situação. Para os europeus, nesta época do ano, final de junho, é normal esquecer da neve. Porém se deve ter muita prudência, não bastanto olhar o calendário, mas sim as condições da montanha.

Para se ter uma idéia, as últimas medições indicam que na região superior do glaciar do Aneto a neve acumulada supera os 6 metros de altura. Isto é algo quase impossível para esta época, e por isso para os montanhistas que forem aos Pirineus nos próximos dias o informe é que deverão entender que a situação acima dos 2.500 metros é fora do normal, e não tem realmente nada a ver com as condições na qual habitualmente se encontra a montanha nesta época do verão. A montanha está bonita, mas deve-se tomar precauções extras que normalmente não são preocupação no verão, e conhecer de deslocamento invernal por montanha para subir, e aqueles que o fizerem nestas condições, e estiverem com o material adequado, e com os conhecimentos necessários, farão bom proveito.

Lamentavelmente, uma cidadã de 66 anos, moradora de Barcelona, de origem alemã, Úrsula Willies, faleceu no maciço de Neouvielle. Embora estivese em um grupo, no momento da avalanche se encontrava isolada. O deslizamento a arrastou por 300 metros, acabando em umas rochas e murreu devido as múltiplas fraturas que sofreu.

Redação AltaMontanha com informações de Barrabes

Publicidade:


Publicidade

Publicidade