Estrada da Graciosa no Paraná é interrompida por queda de barreiras - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
chuvas

Estrada da Graciosa no Paraná é interrompida por queda de barreiras

A estrada da Graciosa, um dos maiores atrativos turísticos da Serra do Mar do Paraná está interrompida desde hoje a tarde (dia 13/03/14) por conta de uma queda de barreira que destruiu inteiramente a pista.

Fonte: DER PR

A estrada da Graciosa liga o Primeiro Planalto paranaense ao litoral, entre os municípios de Campina Grande do Sul e Morretes. Trata-se de uma estrada pavimentada com paralelepípedos de grande valor cênico que atravessa a floresta atlântica passando ao lado de rios encachoeirados e mirantes para o mar.

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) interditou na tarde desta quinta-feira (13) o trânsito na rodovia, depois que fortes chuvas acarretaram na queda de barreira na altura do quilômetro 9. O deslizamento de terra bloqueia 100 metros das duas pistas, impedindo a passagem nos dois sentidos da rodovia.

As equipes do DER estão no local e avaliam se há também risco de cair o talude (parede de sustentação da mata), o que poderia causar também a queda da pista. O trabalho de avaliação deverá ser concluído até amanhã.  Somente no fim da tarde de sexta-feira será possível saber se as pistas da Estrada da Graciosa ficarão liberadas para o fim de semana.
 

:: Atualização dia 14/02

Avaliação técnica feita hoje prevê uma interdição da rodovia por pelo menos 6 meses.

De acordo com informações do DER, três fatores dificultam a reconstrução da estrada da Graciosa: topografia, porque a região é bastante acidentada e há dificuldade para a entrada das máquinas; questão ambiental, é necessário licenças para a realização dos trabalhos; questão histórica, é importante fazer um trabalho preservando as características do local. Por isso os engenheiros do DER estão ainda avaliando se farão um trabalho de reconstrução da estrada com as pedras históricas ou se farão uma ponte. Essa decisão será tomada na próxima semana. Ainda de acordo com o DER existem dois pontos críticos na estrada. Um no quilômetro 10 e outro no quilômetro 12, onde houve queda de barreira.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade