Cissa Carvalho escala o Ama Dablan - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Himalaia

Cissa Carvalho escala o Ama Dablan

O Ama Dablan, com 6856 metros de altitude é considerada a montanha com rota normal mais difícil do Vale do Khumbu, onde fica o Everest no Nepal. Além desta montanha, Cissa também ascendeu o Island Peak, em sua primeira experiência no Himalaia.

Fonte: Redação

A montanhista paulista Cissa Carvalho, em sua primeira experiência no Himalaia, coloca em seu cv de montanha um dos picos mais famosos e bonitos do mundo, o Ama Dablan.  

Com 6856 metros de altitude, o Ama Dablan é bem mais baixo que as outras montanhas mais famosas do Himalaia com mais de 8 mil metros. Situada no caminho para quem vai ao Everest, o Ama Dablan chama atenção por sua forma piramidal e vertentes inclinadas que lhe conferem o título da montanha com rota normal mais difícil daquela região, com acampamentos suspensos em pequenos platôs, trechos de escalada em rocha e gelo técnico.

Com esta ascensão, Cissa se torna a terceira brasileira a fazer cume na montanha, após Roman Romancini (2008) e Emilia Takahashi (2009). Em 2004, o montanhista argentino, que cresceu no Brasil, Maximo Kausch fez cume na montanha e começou a divulgar esta escalada. Esta ascensão foi a única capa da extinta revista Headwall sobre o tema alta montanha. Na época ele tinha 23 anos. Veja a estatística brasileira no Himalaia.

Além do Ama Dablan, Cissa também fez cume no Island Peak, que é outra montanha acima dos 6 mil metros que geralmente é usada como aclimatação para o Everest. Nesta montanha ela fez cume em estilo alpino, sem ter ajuda de mais ninguém e sem usar cordas fixas.

Cissa, que é colunista do AltaMontanha, escala em rocha, faz trilhas e já escalou diversas montanhas no Peru, Equador e na África. A equipe do AltaMontanha parabeniza por mais esta conquista.

 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade