Holandês faz quarta repetição em livre da via The Nose em Yosemite - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Jorg Verhoeven

Holandês faz quarta repetição em livre da via The Nose em Yosemite

O escalador holandês Jorg Verhoeven é o primeiro europeu a fazer esta via em livre. Antes dele apenas Lynn Hill, Tommy Caldwell e Beth Rodden haviam completado esta mítica via de parede nesta forma.

Fonte: Desnível

Jorg Verhoeven acaba de se converter no primeiro europeu e a quarta pessoa na história a liberar a via The Nose, a mais mítica via de parede do Parque Nacional de Yosemite nos Estados Unidos.

Esta via foi conquistada em 1958 em artificial. Naquela ocasião foram gastos 12 dias na parede. A escalada em artificial é quando você utiliza equipamentos como ganchos “Clifs” e móveis junto com estribos para ganhar altura artificialmente. É uma escalada técnica, lenta e perigosa. Liberar uma via significa você escalar uma via que era feita em artificial usando apenas seus pés e mãos, ou seja, escalar em livre. Obviamente que isso significa escalar graus altíssimos de escalada.

O holandês precisou de 3 dias para escalar as 30 enfiadas que se distribuem ao longo dos 900 metros de parede. Um itinerário que inclui duas enfiadas chave que tem até nome: The Great Roof (o grande teto) e Changing Corners (diedros cambiantes). Ainda que Lynn Hill tenha dado um grau de 8a (Fr), estas enfiadas estão cotadas em 8b+ o que equivaleria a um 10c brasileiro.

Jorg Verhoeven é um escalador bastante polivalente. Ele já foi campeão da Copa do Mundo de escalada uma vez (em 2008). Faz escaladas esportivas de altíssimo nível já tendo escalado diversos nono graus (franceses) e boulderes de grande dificuldade também. Além de se destacar em escaladas de performance, ele também já fez escaladas alpinas e gosta de liberar vias de parede em artificial, como a The Nose.

The Nose em livre

A primeira ascensão em livre da The Nose aconteceu em 1993 pela escaladora americana Lynn Hill.  Ela mesma regressou no ano seguinte para fazer a mesma escalada em um dia somente, num dos maiores feitos de escaladas no vale.

Foi necessário 12 anos para que Tommy Caldwell e Beth Rodden repetissem esta escalada em livre, alternando as guiadas. Dias depois, Tommy voltou a parede e realizou a escalada mais rápida em livre da história, um pouco mais de 11 horas.

Em 1998 Scott Burke escalou todas as enfiadas em livre, mas isolando todas elas como numa escalada esportiva. No entanto esta escalada não é considerada porque ele fez o Grande Teto em Top Rope.

:: Conheça Yosemite no site Rumos: Tracklogs em montanhas!

Publicidade:


Publicidade

Publicidade