Geleira em montanha dos EUA está crescendo de tamanho - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Mudanças climáticas Globais

Geleira em montanha dos EUA está crescendo de tamanho

Em todo mundo as geleiras das montanhas sofrem retração por conta do aquecimento global. Nos EUA, no Monte Shasta na Califórnia acontece o inverso. O que está acontecendo?

Fonte:

Todos os dias somos bombardeados por informações sobre os efeitos do aquecimento global. Dentre estes efeitos está a diminuição, ou desaparecimento das geleiras em montanhas que ficam em regiões tropicais.

Entretanto ao contrário daquilo que acontece no mundo inteiro, no Monte Shasta nos EUA, as geleiras estão aumentando de tamanho. De acordo com pesquisadores da Universidade da Califórnia, desde os anos de 1960 houve um acrescimo de 20% na massa total das geleiras da montanha.

Descrentes e pessoas contrárias à teoria das mudanças climáticas usaram os dados para refutar tal hipótese, mas ao contrário do que argumentam, o aumento da massa de gelo da montanha está intimamente relacionada à mudança climática que está havendo no planeta.

De acordo com a equipe de Sláwek Tula-Tchék na Universidade da Califórnia, em Santa Cruz.
A temperatura do Oceano Pacífico, quase dois graus mais quente do que há apenas 60 anos, faz evaporar uma quantidade cada vez maior de água. A nuvem viaja pelo continente e quando chega ao cume do Monte Shasta, no inverno, esbarra com uma temperatura em torno de -15º C. O resultado é o aumento das precipitações de neve e consequentemente das geleiras.

Apesar de positivo para a região. Tal balanço hidrico ainda que seja bom na atualidade, pode gerar eventos catastróficos com o aumento das geleiras, pois durante o verão haverá cada vez mais gelo para ser derretido e isso poderá provocar enchentes e outros desastres que advém do acúmulo de água nos rios.

Fonte: Globo

Assista matéria no Fantástico sobre o fenômeno do Monte Shasta

Publicidade:


Publicidade

Publicidade