Brasileira escala 4 montanhas de 6 mil metros na Bolívia - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Na mesma temporada

Brasileira escala 4 montanhas de 6 mil metros na Bolívia

A montanhista paranaense Maria Tereza Ulbrich escalou quatro montanhas acima de 6 mil metros na Bolívia em menos de um mês: Huayna Potosi (6088m), Acotango (6052m), Parinacota (6348m) e Illimani (6438m).

Fonte: Redação

A altitude de 6 mil metros é a altitude máxima que atingem as montanhas dos Andes e escala-las é sempre desafiador, fazer um volume delas é mais ainda. Foi isso que fez a montanhista paranaense Maria Tereza Ulbrich neste último mês na Bolívia. 
 
Maria, que trabalha como responsável pelo atendimento da agência de Montanhismo GenteDeMontanha foi à Bolívia para ajudar em um curso de escalada em gelo personalizado que seu namorado, o guia de montanha Pedro Hauck ministrou no Huayna Potosi (6088 metros), que é uma das montanhas mais populares do país andino. Ela não somente ajudou no curso como acabou fazendo o cume mais tarde.
 
Após o Huayna, ela decidiu prolongar sua viagem e escalar mais montanhas. Assim, encaixando-se no roteiro que o GenteDeMontanha estava oferecendo naquele momento, ela escalou o Acontango (6052 metros) um vulcão muito bonito que fica na fronteira com o Chile. No cume, Maria usou roupas das índias bolivianas, as “Cholas”, homenageando-as.
 
Na sequência, separando-se do grupo, ela escalou o Parinacota (6348 metros), outro vulcão na fronteira com o Chile que apresenta uma enorme cratera. Nesta oportunidade ela fez cume junto com o motorista que a levou até a base da montanha em um carro 4x4.
 
A última montanha foi a mais desafiadora de todas, o Illimani, que com 6430 metros é a segunda mais alta da Bolívia e neste ano estava bem mais difícil que o normal, dado o avançado estágio de derretimento de suas geleiras que produziu uma parede de quase 300 metros bastante vertical com gelo duro.
 
Junto com um guia local, Maria fez cume na montanha em 7 horas e assim completou sua odisseia quase sem querer no país vizinho. Com estes 4 cumes, Maria soma agora 6 montanhas acima de 6 metros nos Andes. 
 
Apesar de ter chego a estes números muito rapidamente (em apenas duas viagens aos Andes), de acordo com o historiador do montanhista Rodrigo Granzotto Peron, há apenas 7 brasileiros que escalaram mais de 7 montanhas acima de 6 mil metros na cordilheira, o que mostra que seu feito é bastante respeitável. 
 
Mais brasileiras na Bolívia
 
Antes de Maria Tereza a paulista Claudia Bento junto com a paranaense Greissy Caminski também lograram escalar o Illimani nesta difícil temporada. Ambas se aclimataram no Pequeno Alpamayo, que também teve sua dificuldade acentuada pelo degelo, e o Parinacota.
 
Com mais dois 6 mil no curriculum, Greissy também chegou a 6 montanhas desta altitude nos Andes.

Publicidade