Bruxa a solta no Aconcagua: Mais uma morte! - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Temporada sombria

Bruxa a solta no Aconcagua: Mais uma morte!

Mais um montanhista faleceu no Aconcagua. Trata-se de um inglês de 35 anos, que logo após chegar ao cume, deitou-se para descansar e não mais levantou. Esta é a quarta vítima desta temporada, que se iniciou em novembro.

Fonte:

Um alpinista inglês morreu hoje logo após chegar ao topo do Aconcagua, tornando-se a quarta vítima fatal da temporada na montanha mais alta dos Andes.

Fontes policiais identificaram o montanhista como sendo Michael Freemann, de 35 anos. Suspeita-se que a morte tenha ocorrido por uma parada cardiorrespiratória, resultante da fadiga pela escalada.

Segundo testemunhas, o montanhista chegou ao topo da montanha junto a um grupo de escaladores de outro país, e deitou-se sobre a neve para descansar, não acordando mais. Seus parceiros de escalada ao verem que o mesmo não fazia mais sinal algum se aproximaram e viram que ele não respirava e tentaram o reanimar, porém sem sucesso.

O pessoal do resgate já está se organizando para transportar o corpo do inglês a um dos acampamentos da montanha, para que seja levado por helicóptero até Mendoza.

Flreemann é a quarta vítima de um início de temporada trágica na região. No dia 3 de janeiro um alemão identificado como Stefan Geromin, de 42 anos, morreu após sofrer uma queda no Glaciar dos Polacos, próximo aos 6 mil metros de altitude.

Ontem faleceram dois dos cinco alpinistas que estavam perdidos próximos ao top da montanha, após sofrerem uma queda, a italiana Elena Senin, de 38 anos, e o guia argentino Federico Campanini, de 31 anos.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade