Acidentes com animais peçonhentos: O que fazer?

0

Com o inicio da primavera e a aproximação do verão, os animais polinizadores começam a ficar mais ativos e junto com eles os seus predadores e os animais peçonhentos. Ou seja, é nessa época que os acidentes com animais aumentam. Em nossa região, os casos mais comuns em ambiente remotos e naturais são de acidentes com cobras e aranhas.

Lembrando que é muito mais fácil ocorrer acidentes com animais domésticos, mas ao entrar em um ambiente remoto, você também se expõe e pode ser atacado por um animal selvagem. Normalmente, os acidentes acontecem fora da trilha. Por isso, a dica número um para prevenção é não sair da trilha e olhar bem onde pisa ou coloca a mão. Evite o famoso vara-mato, pois é ali que a cobra estará escondia ou você encontrará uma aranha e sempre que possível use perneira.

:: Leia também: Cuidados para quem faz trilhas e acampamentos no verão

Jararaca camuflada entre as folhas.

Fui picado por um animal peçonhento, o que devo fazer?

Identificação.

A primeira coisa que você deve fazer ao ser atacado é identificar que tipo de animal te mordeu ou picou. Lembrando que não precisa matar o animal, nem levar ele junto. Basta você fazer uma foto, se possível e em segurança. A identificação do animal será de extrema importância para o tratamento médico eficaz.

Assim que possível, ligue para o serviço de emergência 193.

Ao ligar para o serviço de emergência, você deve informar onde esta, o que te aconteceu, qual o animal te picou ou mordeu e quais as suas condições físicas. A partir desse momento os Bombeiros irão planejar a melhor forma de te buscar e te ajudar. Pode ser indo te encontrar na base, no meio da trilha ou eventualmente, dependendo das condições climáticas, acionando uma aeronave para remoção do ambiente remoto.

Tempo resposta.

O tempo que você vai levar para chegar até o hospital conta muito. Quanto mais rápido e com menor esforço possível, melhor para não haver complicações. Na montanha você deve descer da forma mais rápido e segura que puder. Se for possível andar com suas próprias pernas, esse é o jeito mais rápido de se deslocar. A dor pode ser um impeditivo e você pode até passar mal, mas nesse caso é melhor aguentar a dor e seguir caminhando o máximo que conseguir.

Evite medidas caseiras.

Nas situações de emergência sempre aparece alguém com uma solução mirabolante. Todavia evite as medidas como cortar o local do ferimento, não passe nenhum produto ou pomada no ferimento, não sugue e cuspa o sangue, não faça sangramento, não aplique nenhum remédio alternativo, não passe comida, açúcar, pó de café, urina nem nada disso. Isso só fará você perder tempo e poderá causar uma infecção ainda pior no local. Lembrando que nesses casos você não pode perder tempo e tem que chegar o mais rápido possível no hospital.

Centro de Controle de Envenenamento

Se houver sinal de celular, ligue para o Serviço do Centro de Controle de Envenenamento 0800 41 01 48. Nesse número eles irão te orientar sobre os sintomas que você pode vir a ter e informar o que você deve ou não fazer. Esse número também serve para acidentes com produtos químicos e biológicos.

Mantenha o contato com o serviço de emergência, sempre avise o que você esta fazendo, se esta caminhando ou não e quais as condições.

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário