Cão é resgatado na montanha mais alta do México após um mês vagando

2

Um cão foi resgatado após passar quase um mês no cume da montanha mais alta do México. Um grupo de montanhistas organizou uma expedição de busca e resgate no Vulcão de Orizaba com 5610 metros, também conhecido como Citlaltépetl, e salvou o animal. No entanto, ele apresentava sintomas de desnutrição e alguns ferimentos nos olhos e patas devido a irradiação solar e o frio.

Montanhista transporta o cão em sua mochila para tirá-lo da montanha. Foto: Hilario Aguilar

Há algumas semanas, uma foto do cão no cume da montanha viralizou nas redes sociais mexicanas. De acordo com testemunhas o cachorro subiu acompanhando alguns turistas que o alimentaram e lhe deram água. Todavia, essas pessoas o abandonaram na montanha e ele não conseguiu descer sozinho.

Com o passar dos dias, montanhistas e protetores de animais preocupados com os riscos que o animal corria, com ficar cego ou ter congelamentos devido ao frio, decidiram agir. Assim, esse grupo realizou uma campanha para localizar e buscar o animal.

O cão tentando se proteger do frio na montanha. Foto: Hilario Aguilar

O resgate

O montanhista Hilario Aguilar, morador de Ciudad Serdán, em Puebla, liderou o grupo e trouxe o cão em sua própria mochila. “Nas fotos que foram postadas, ele parecia desnutrido, com uma lesão em uma perninha e olhos muito vermelhos devido à radiação solar devida à altura. Depois de  cinco mil metros, os raios ultravioleta e os reflexos do sol na neve podem tê-lo deixado cego ”, compartilhou Aguilar.

O cachorro foi entregue a Fátima del Ángel Palacios que também é montanhista e protetora de animais e irá cuidar do animal até ele se reestabelecer. Ele recebeu o nome de “El Canelo” e acreditasse que ele tenha passado quase um mês na montanha e enfrentado temperaturas de até 20 graus negativos a mais de cinco mil metros de altitude.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

2 Comentários

  1. Pingback: Hikers climb Mexico's highest peak to rescue stranded dog, carry him down in backpack

  2. Pingback: Wanderer besteigen höchsten Gipfel Mexikos, um hilflosen Hund zu retten - sie tragen ihn in Rucksack herunter

Deixe seu comentário