Cerimônia marca reabertura da Serra Fina

3

A tão aguardada reabertura da Serra Fina será marcada por uma cerimônia nessa sexta-feira, 03/06. O evento será realizado na Flona Passa Quatro e contará com autoridades e representantes da Associação de Proprietários da Serra Fina (APSF) e do Instituto Chico Mendes de Conservação (ICMBio). Após a reabertura, a visitação será controlada e paga.

Morro Cupim do Boi, com Agulhas ao fundo

Durante a cerimônia de reabertura haverão palestras abordando os temas sobre a reabertura da montanha e a biodiversidade, bem como a apresentação de projetos acadêmicos e discussões sobre a Serra Fina. O evento terá início às 8h30.

O site da empresa Ruah Ecotur que será responsável pela administração das trilhas já está no ar e é possível comprar ingressos para trilhas a partir de 04/06. O valor depende de quantos dias e se haverá ou não necessidade de acampamento. Moradores dos municípios da região terão desconto.
A Serra Fina está fechada desde de 2020, quando foi atingida por um incêndio florestal que destruiu 600 hectares de vegetação nativa. A previsão para reabertura é a partir do dia 01/06. Ela está localizada entre São Paulo e Minas Gerais e passa por belas montanhas da Serra da Mantiqueira, como o Pico do Capim Amarelo, a Pedra da Mina (ponto mais alto da Mantiqueira) e Pico dos Três Estados.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

3 Comentários

  1. ai, ai, ai… o verbo haver, no sentido de existir, não tem plural. É “haverá palestras” e não “haverão”. E a apresentação da articulista (que sai em todas as matérias) continua caótica. Já enviei uma revisão básica.

    • Mediocridades…..tanta coisa mais importante e o pasquale preocupado com erros de português. Vai procurar o que fazer.

  2. Alberto Ortenblad em

    Sim, o português é até secundário quando se fala da serra Fina. Mas, Ribson, eu escrevo com regularidade e fico doente quando descubro um erro de ortografia. Pra resolver a questão, que tal os dois visitarem a Serra Fina?!

Deixe seu comentário