Grupo faz campanha pela Serra do Caraça em MG

0

Um grupo formado por moradores de Catas Altas, Minas Gerais e montanhistas pedem a criação e demarcação dos limites da Unidade de Conservação da Serra da Caraça. De acordo com eles, se a UC não entrar em vigor, as áreas vizinhas a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Serra do Caraça passarão a serem ameaçadas pela ação de mineradoras. Essas áreas incluem inclusive uma região onde é feita a captação de água para abastecer a população e diversos atrativos turísticos. A criação da UC esta prevista no artigo 84 da Constituição do Estado de Minas Gerais de 1989,  porém até o momento não saiu do papel.

A Serra da Caraça esta em uma região rica em ferro.

Para isso, eles criaram um abaixo assinado e irão realizar uma consulta pública hoje, 28/12, no município.  Assim a população deverá escolher o destino da montanha. O grupo defende que a Serra da Caraça “é importantíssima para a conservação natural, paisagística, histórica e turística de Catas Altas e do Caraça, dois dos maiores destinos turísticos da região do Entre Serras”, escreveram.

Munícipio de Catas Altas e a Serra ao fundo.

Assim, eles também afirmam que a Serra da Caraça viabiliza o turismo  de aventura, esportivo e cultural que é uma importante fonte de renda para o município e seus moradores.

A consulta pública será transmitida ao vivo pelo youtube a partir das 19 horas de 28/12. E você pode assinar a petição clicando aqui.

A Serra da Caraça

A Serra recebe esse nome por conta do formato de uma de suas montanhas que se assemelha a um rosto (cara) olhando para cima. Ela esta localizada na Serra do Espinhaço em Minas Gerais e faz parte da zona de transição entre a Mata Atlântica e o Cerrado, dois importantes biomas brasileiros.

A Serra possui diversos picos que variam de 1.200 a 2.080 metros. Eles abrigam belas cachoeiras, cascatas, cavernas e uma rica fauna e flora, com espécies endêmicas. Essas atrações atraem inúmeros trekkers e aventureiros que movimentam a pequena cidade de Catas Altas e região.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário