Nepal anuncia protocolo para receber turistas

0

 O Nepal está localizado em uma belíssima região do Himalaia e concentra em seu território inúmeras montanhas e trilhas centenárias. Por isso, ele é procurado por milhares de turistas e montanhistas em busca de aventuras todos os anos. Entretanto, em março desse ano o país foi fechado como medida para prevenir o Coronavírus. Agora as autoridades nepalesas anunciaram a reabertura para estrangeiros, todavia os visitantes terão que seguir um rígido protocolo de segurança.

Visitantes também deverão seguir regras de segurança propostas pelo Ministério da Saúde.

De acordo com as diretrizes publicadas pelo Ministério da Cultura, Turismo e Aviação Civil nepalês, para visitar o país será necessário apresentar um relatório de teste PCR realizado em no máximo 72 horas antes da entrada no local, atestando que a pessoa apresentou resultado negativo para Covid-19.  Ao ingressar no país, o visitante deverá ficar isolado em um hotel por sete dias e repetir o teste PCR no quinto dia de permanência em Kathmandu. Se o segundo teste der resultado positivo, a pessoa deverá ficar em quarentena até que seja feito um novo teste e apresente resultado negativo.

Além dessas exigências, o governo também pede que cada turista comprove que possui um seguro de saúde de pelo menos cinco mil dólares. As agências de trekking e montanhismo também deverão fazer outro seguro para cada integrante da expedição no valor de 100.000 rúpias, o que equivale a 850 dólares.

Viagens adiadas

Essas exigências aumentam os valores das expedições. Os trabalhadores e Sherpas criticaram a decisão e acreditam que esses protocolos inviabilizarão as visitas ao país nesse ano. “Eles não virão aqui para ficar em um hotel por uma semana, mesmo depois de terem um relatório de PCR negativo”, disse Pemba Sherpa, pedindo que o governo reveja a decisão.

Trekking ao Acampamento Base do Everest no Nepal é conhecido como o trekking dos sonhos.

Diante dos novos protocolos de segurança e do risco de se viajar durante esse período, a agência brasileira Gente de Montanha, decidiu adiar as expedições que iriam ocorrer esse ano para o Acampamento Base do Everest e Acampamento Base do Annapurna. As viagens foram transferidas para 2021, a partir de maio. Segundo o sócio e guia do Gente de Montanha, Pedro Hauck, a agência realiza expedições para lá todos os anos desde 2015.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário